Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter se reúne com TV Globo e decide venda dos direitos em breve

Presidente Giovanni Luigi recebeu oferta para transmissão televisiva do Brasileirão 2012, 2013 e 2014

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

No mesmo dia em que o Grêmio anunciou um acordo com a TV Globo, a diretoria do Internacional também se reuniu com os diretores da emissora, mas ainda não decidiu o que fará com os direitos de transmissão de seus jogos no Brasileirão de 2012 a 2014.

Marcelo Campos Pinto, diretor da Rede Globo esteve no estádio Beira-Rio para conversar com o presidente Giovanni Luigi. O clube ouviu a oferta e decidirá nos próximos dias.

“Eu recebi o Marcelo Campos Pinto, diretor da Rede Globo. Nós conversamos e vamos estudar o assunto. Na próxima semana deveremos dar um retorno”, disse o presidente Giovanni Luigi em entrevista para a Rádio Gaúcha.

Ao que tudo indica, a nova oferta da Globo é superior ao antigo acerto que tinha o Clube dos 13 como intermediário. A proposta apresentada ao Inter é parecida com a recebida pelo Grêmio e qualificada pelo presidente Paulo Odone como “ótima”. Um dos temores do clube do Beira-Rio é de tomar uma decisão ilegal.

“Temos que analisar todo o contexto. Tem a questão do Clube dos 13, a dos outros clubes. Vou buscar um parecer jurídico sobre o assunto porque existe uma série de implicações que estaremos atentos”, explicou o presidente.

Quem alertou sobre a possível irregularidade nas negociações foi Alexandre Kalil, presidente do Atlético Mineiro. Ele mostrou indignação com o que vem ocorrendo nos últimos dias.

“O que o Atlético Mineiro não fez foi tentar vender o campeonato de 2012 e 2013 duas vezes, como fez o Grêmio, o Flamengo, o Botafogo, o Cruzeiro e o Guarani, que entregaram uma carta ao Clube dos 13, em caráter irrevogável, dando direito ao Clube dos 13 de negociar os campeonatos porque precisavam do dinheiro e agora querem vender os mesmos para a Globo”, justificou, em entrevista coletiva.

Após assinar o contrato, o presidente Paulo Odone revelou que o Grêmio, assim como o Inter, se aceitar a oferta, pertencerão ao “grupo 3” em uma divisão feita pela emissora. Neste contexto o Corinthians e o Flamengo receberiam as maiores cotas (formando o grupo 1), com um valor 18% superior. O grupo 2 teria Santos, Vasco, Palmeiras e São Paulo (que ainda não abandonou o Clube dos 13) e receberia 18% a mais que o grupo 3. Este seria composto por Grêmio, Cruzeiro, Fluminense, Botafogo, Inter e Atlético-MG (os dois últimos também não oficializaram o rompimento com o C13).
 

Leia tudo sobre: Internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG