Clube pagaria parte do salário do atacante fazendo com que ele vire garoto propaganda. Problema ainda é chegar a um valor que faça o Sevilla topar emprestá-lo

undefined

Antes mesmo da eliminação para o Mazembe na semifinal do Mundial de clubes, a diretoria do Internacional já tratava dos reforços para a próxima temporada. A principal aposta é conseguir convencer o Sevilla, da Espanha, a emprestar o atacante Luís Fabiano. Já foi feita uma proposta e os europeus toparam conversar, mas acharam a oferta brasileira baixa. O salário do jogador, altíssimo, seria bancado com ajuda de empresas. O Inter perdeu por 2 a 0 nesta terça e vai disputar apenas o terceiro lugar do Mundial.

AE
Luís Fabiano pensa em voltar ao Brasil depois de fraco desempenho em 2010

Luís Fabiano quer voltar ao Brasil depois da decepção de fracassar na Copa do Mundo de 2010 com a seleção brasileira e de não se firmar como titular do Sevilla nesta temporada. Lesões musculares atrapalharam o condicionamento físico do atacante, que não conseguiu ter uma sequência de jogos.

Diretor do Inter, informalmente, admite ser uma negociação cara e complicada, mas mostra certa esperança na possibilidade de o jogador convencer o clube a fazer a negociação. O salário, que poderia beirar os R$ 400 mil mensais, seria pago de maneira parecida com que o Corinthians banca os mais de R$ 1 milhão de Ronaldo. Luís Fabiano teria um patrocinador dele, para qual faria comerciais, e que pagaria parte de seu vencimento.

Além de Luís Fabiano, o Inter tem interesse no lateral-direito Léo Moura, do Flamengo, e no meia Zé Roberto, do Vasco. Com relação a Léo há a concorrência do Cruzeiro, mas o Inter fez a proposta na frente e tem preferência na contratação. O problema, por enquanto, é que o pedido salarial dele foi considerado alto.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.