banho maria - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter procura técnicos e deixa Celso Roth em banho maria

Dorival Jr é o preferido. Fernando Carvalho admite que é difícil a contratação, por isso o atual treinador ainda não foi comunicado que pode ter o contrato não renovado. E Guiñazu não sai para o Brasil, diz dirigente

Marcel Rizzo, enviado iG a Abu Dhabi |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882807379&_c_=MiGComponente_C

A diretoria do Internacional não pretende renovar com o técnico Celso Roth, apesar de oficialmente dizer que sua permanência é natural. O discurso ensaiado tem uma explicação: se os preferidos para assumir o time em 2011 não aceitarem o convite, Roth pode até ficar. O nome que agrada aos quatro dirigentes que comandam o futebol (Vitório Píffero, Fernando Carvalho, Giovanni Luigi e Roberto Siegmann) é o de Dorival Júnior, do Atlético-MG. Mas...

O Dorival não sai do Atlético, é impossível. A situação do Celso Roth não é insustentável. Não se pode falar que ele vai sair, disse o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho, no início da tarde desta quinta-feira (manhã no Brasil) no hotel que o Inter está concentrado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A equipe joga neste sábado, 12h de Brasília, pela disputa de terceiro lugar do Mundial de clubes contra o Seongnam Chunma, da Coreia do Sul.

Vipcomm
Contrato de Celso Roth com o Internacional acaba no fim do mês de dezembro

Deixar Roth em banho maria é uma estratégia para procurar outros treinador e ter a opção B de manter o atual técnico caso tudo dê errado. O contrato de Roth termina no fim de dezembro e o presidente eleito Giovanni Luigi disse que só conversará com ele no retorno ao Brasil, programado para segunda-feira, 20 de dezembro.  Dorival Jr, o preferido, tem contrato em Belo Horizonte até dezembro de 2011 e está com moral por lá por ter evitado o rebaixamento.

Abel Braga, que treina o Al Jazira, dos EAU, e até Dunga, que está desempregado depois de comandar a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010 foram nomes lembrados, mas descartados por Carvalho.

Guiñazu
A diretoria do Inter está irritada com a notícia de que o volante argentino estaria a caminho do São Paulo. O Guiñazu não sai do Inter para o mercado brasileiro. Nem por troca, disse Carvalho. Se deixar o Beira-Rio, o destino dele deve ser o futebol do Oriente Médio. Com 32 anos, o jogador gostaria de se resolver financeiramente.

O Inter tem interesse em contratar o volante Edinho, do Palmeiras, mas não pretende realizar uma troca, como quer o clube paulista. O jogador manifestou interesse em retornar ao clube gaúcho diretamente a Carvalho, em um encontro no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Leia tudo sobre: futebolinternacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG