Newton Drummond negou que tenha recebido uma proposta de 1,8 milhão de euros pelo atacante

Embora o atacante Alecssandro esteja sendo contestado por torcida e comissão técnica do Inter, a diretoria do clube gaúcho não quer vendê-lo. O diretor de futebol, Newton Drummond, porém, afirmou que nenhum jogador é inegociável, mas negou que tenha recebido uma proposta de 1,8 milhão de euros pelo atacante.

"Não estamos procurando negócio em nenhum dos titulares, mas sabemos que pode surgir o assédio nesses jogadores", admitiu. Drummond também afirmou que não há contato do Boca Juniors nem do São Paulo pelo capitão Pablo Guiñazu. "Isso as pessoas podem comentar, mas tem que pagar o Internacional para levar o Guiñazu", avisou.

Além do interesse dos argentinos e paulista, Guiñazu também tem sondagens do Catar e dos Emirados árabes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.