Time gaúcho conseguiu o terceiro triunfo seguido. Meia-atacante Oscar marcou o gol decisivo: 1 a 0

nullO frio de menos de 8°C deve ter criado um iceberg na frente do gol do Atlético-PR . O Internacional teve muita dificuldade para furar a retranca do lanterna do Campeonato Brasileiro. Os donos da casa dominaram o jogo, mas o placar magro de 1 a 0 só foi construído na segunda etapa.

Oscar aproveitou uma jogada de Leandro Damião e marcou o gol dos gaúchos. O meia-atacante fez jus ao esforço do Inter em coloca-lo em campo. Oscar estava com a seleção brasileira sub 20 no Rio de Janeiro e só chegou em Porto Alegre menos de 24 horas antes da bola rolar.

O Atlético-PR optou por uma formação cautelosa, com apenas um atacante. O Inter criou chances durante toda a primeira etapa. Acabou esbarrando no goleiro Renan Rocha e nos próprios erros. O árbitro Paulo César Oliveira também complicou as pretensões dos donos da casa. O Inter reclamou de um pênalti que não teria sido marcado em Oscar e um gol de Bolívar que foi mal anulado.

Os donos da casa partiram para o ataque na segunda etapa, mas o Atlético apresentou boa resistência. As chances de gols ficaram escassas, mas a retranca foi quebrada aos 29 minutos: Leandro Damião se desvencilhou da marcação e cruzou para Oscar, que fez 1 a 0.

Foi a terceira vitória seguida do time gaúcho. Com 15 pontos, já começa a se aproximar das primeiras colocações. O Atlético segue com apenas um ponto. A próxima rodada começa no sábado. O Inter visitará o Vasco, às 18h30. O Atlético também jogará no sábado, 21h, contra o Avaí, na Arena da Baixada. Será a estreia do técnico Renato Gaúcho, que será apresentado na quinta-feira.


O Jogo
O primeiro lance de destaque foi aos 9 minutos. Oscar foi derrubado dentro da área, mas o árbitro não marcou pênalti. A decisão foi duvidosa. O Atlético assustou aos 19, quando Paulo Baier cobrou falta, e Muriel segurou a cabeçada de Manoel.

Aos 25 minutos, Zé Roberto apareceu livre e tentou um chute cruzado, mas o goleiro salvou a bola que se oferecia para Fabrício marcar. No minuto seguinte foi Fabrício que fez a jogada, mas Oscar chutou pra fora. Aos 28, Renan Rocha deu toquinho na bola para evitar o gol de Damião, a bola ainda tocou na trave. Oscar teve outra chance aos 34, mas chutou para fora após assistência de Zé Roberto.

O primeiro tempo ainda teve um último lance polêmico. Kléber cobrou escanteio, o goleiro Renan Rocha saiu mal, e Bolívar completou para o gol. Paulo César Oliveira anulou o gol alegando falta de Zé Roberto.

O Inter voltou pressionando no segundo tempo. Aos 3 minutos, Kléber cruzou, e o goleiro salvou a cabeçada de Índio. Aos 23, Paulo Baier cobrou um escanteio direto e quase surpreendeu o goleiro Muriel, mas a bola foi para fora. Aos 25, Ricardo Goulart acertou um belo chute, mas Renan Rocha segurou firme. A retranca foi furada aos 29 minutos: Leandro Damião fez jogada pela esquerda e cruzou para Oscar fazer 1 a 0. 

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 06 de julho de 2011, quarta-feira
Horário: 19 horas e 30 minutos (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Vicente Romano Neto (SP).
Público: 12.094 torcedores
Renda: R$ 130.470,00
Cartão amarelo: Bolatti (Internacional); Kléberson, Cléber Santana, Manoel (Atlético-PR)

GOLS:
Internacional: Oscar, aos 29 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Oscar (Glaydson) e Fabrício (Ricardo Goulart); Zé Roberto (Gilberto) e Leandro Damião.
Técnico: Falcão.

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wendel, Manoel, Fabrício e Marcelo Oliveira, Cléber Santana (Nieto), Deivid, Kléberson (Branquinho), Madson e Paulo Baier; Edgar (Adaílton).
Técnico: Leandro Niehues.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.