Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter faz sigilo nas negociações para não repetir caso Ronaldinho

Dirigente cita exemplo do rival para não perder os jogadores almejados. Atacante e volante estão próximos

Gabriel Cardoso, enviado iG a Bento Gonçalves |

O Internacional pegou a negociação entre Grêmio e Ronaldinho como exemplo. O clube acompanhou de perto a possibildiade de o Gaúcho retornar ao rival e está agindo diferente nas negociações. A diretoria não nega interesse em alguns jogadores, mas não dá mais detalhes de quais tratativas estão em andamento, justamente para não prejudicar o negócio.

“Se eu revelo que estou negociando com o jogador A ou B vão aparecer outros interessados. Então, estamos mantendo o sigilo e só falaremos nos jogadores quando fizermos os anúncios”, disse o vice de futebol Roberto Siegmann.

O Grêmio acabou admitindo as negociações com Ronaldinho, e então outros vários clubes atravessaram a conversa, entre eles o Flamengo e o Palmeiras. O clube gaúcho acabou deixando a transação, e o meia-atacante está muito próximo de ser anunciado pelo Flamengo.

O Internacional já divulgou que fará apenas contratações pontuais. Dois atacantes e um volante, de bom histórico no futebol, que cheguem sem contestação. E por isso mantém o sigilo, para não despertar a concorrência.

“Nos últimos dias estreitamos a relação com os jogadores pretendidos. Creio que na próxima semana já poderemos anunciar até dois reforços”, diz Siegmann. Estes dois jogadores devem ser um atacante de velocidade e um volante.

Getty Images
Dirigente afirma que David Trezeguet não deverá ser contratado
Edinho, atualmente no Palmeiras, está descartado. O Inter alega que o jogador pediu um salário muito alto. Para o setor de frente, Siegmann já rechaçou três estrangeiros por causa do alto custo: Rodrigo Palácio, Maxi López e David Trezeguet. Quando perguntado sobre quais poderiam ser os jogadores que o Inter está em negociação, o dirigente desconversa.

“Entendemos a ansiedade de vocês jornalistas e da torcida, mas não podemos dar nenhuma informação. Acho que não é nenhum dos nomes já cogitados pela imprensa”, despista Siegmann.

A tendência é que os reforços venham do futebol do exterior, mas nem mesmo esta informação é confirmada pelos dirigentes. O Inter tem uma vaga para estrangeiro e pode buscar um jogador de outra nacionalidade, seja para o ataque ou para o meio de campo.

O Boca Juniors segue muito interessado em levar Guiñazu, e já cogitou ceder três jogadores aos gaúchos: O atacante Ricardo Noir, que foi descartado; o volante Battaglia, que não aceitou deixar Buenos Aires; e o volante Cristian Chávez, que está sendo analisado, mas não deve se transferir.

Os seguintes atacantes já foram cogitados: Trezeguet (Hércules-ESP), Rafael Moura (ex-Goiás), Rodrigo Palácio (Genoa-ITA), Diogo (ex-Flamengo, pertence ao Olympiakos-GRE), Luis Fabiano (Sevilla-ESP), Marcelo Moreno (Shakhtar-UCR), Dagoberto (São Paulo), Tiago Ribeiro (Cruzeiro), Ricardo Oliveira (Al Jazira-EAU), Ricardo Noir (Boca Juniors-ARG) e Kleber (Palmeiras).

Para a função de volante já foram citados Edinho (Palmeiras), Battaglia e Chávez (Boca Juniors) e Willians (Flamengo). A torcida do Inter tem demonstrado bastante ansiedade, e aguarda pelo anúncio dos novos contratados.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG