Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter e Roma empatam sem gols enquanto Cagliari toma a liderança

Clássico terminou no 0 a 0 em Milão. Goleiro da Roma teve de ser levado ao hospital após choque com Lucio

Gazeta* |

AP
Zagueiro foi advertido com o cartão amarelo após o lance com Stekelenburg
O péssimo início de temporada de Internazionale e Roma ficou comprovado no duelo entre ambas deste sábado, em Milão. O clássico terminou sem gols e ficou marcado por um choque entre o zagueiro Lúcio e o goleiro Stekelenburg, da Roma, que desmaiou no gramado e teve de ser levado ao hospital. Com os vacilos dos grandes, uma surpresa assumiu a ponta do Italiano: o Cagliari, que contou com a ajuda do brasileiro Thiago Ribeiro para vencer o Novara por 2 a 1 e chegar a seis pontos após duas rodadas disputadas.

O Cagliari manteve seus 100% de aproveitamento fazendo bem seu papel de mandante diante de um adversário que deve lutar até o fim da competição para não ser rebaixado. Thiago Ribeiro, ex-atacante do Cruzeiro, colocou seu time à frente logo aos 38 minutos do primeiro tempo. Aos 41 da etapa final, Conti ampliou e Morimoto só descontou no fim para o Novara.

Enquanto isso, no clássico, apesar dos jogadores consagrados, o que se viu foi a ausência de qualidade e de gols no Giuseppe Meazza. As presenças de Forlán, Milito e Sneijder, pela Inter, e Totti, na Roma, não foram suficientes para evitar um 0 a 0 que deixa as duas tradicionais equipes em faixa intermediária na tabela do Calcio.

Os dois times perderam em suas estreias no torneio - o clube da capital para o Cagliari e os milaneses para o Palermo - e decepcionaram em torneios europeus, já que a Inter começou na Liga dos Campeões derrotada em casa pelo Trabzonspor, da Turquia, e a Roma foi eliminada em fase preliminar da Liga Europa pelo Slovan Bratislava, da Bielo-Rússia. No Italiano, ambas somaram seus primeiros pontos neste fim de semana.

Acompanhe as imagens do futebol pela Europa neste sábado:

O jogo

A impressão que a Inter de Milão e Roma deixaram em seus primeiros compromissos na temporada se confirmou principalmente no primeiro tempo do confronto no estádio Giuseppe Meazza neste sábado.

Os principais nomes ofensivos das duas equipes estavam em campo, mas faltava qualidade para superar a marcação dos volantes e defensores que congestionavam o meio-campo e pouco davam oportunidades para que Totti ou Sneijder conseguissem criar. Forlán e Milito, na Inter, e Borini, na Roma, quase não apareciam.

Os brasileiros Taddei e Lúcio contribuíam para o cenário da partida, mas o zagueiro da Inter ainda apareceu negativamente. Logo aos 18 minutos, dividiu com o goleiro Stekelenburg, da Roma, e o holandês desmaiou, tendo que ser substituído ainda no primeiro tempo do confronto. Depois do choque, o arqueiro da equipe da capital italiana foi levado para o hospital San Carlo. O jogador foi submetido a exames e passa bem. Stekelenburg terá que passar a noite no hospital de Milão. Entre os exames, foi realizada uma Tomografia Axial Computadorizada (TAC), que deu resultado negativo e excluiu qualquer possibilidade de haver algum hematoma no atleta. Segundo os médicos, o goleiro deverá permanecer no local por 24 horas para ser observado, apenas por precaução.

Do outro lado, Júlio César intervinha bem em raros arremates dos romanos contra o seu gol. Pelo lado interista, a emoção ficava mais com oportunidades desperdiçadas pelo japonês Nagatomo, que entrava com frequência na área aproveitando a atenção dos adversários com os dois centroavantes de sua equipe.

No segundo tempo, os dois clubes deixaram de cometer muitas faltas e incitar discussões em campo e conseguiram melhorar o panorama da partida. A Roma, em arremates de longa distância, e a Inter, movimentando-se para tornar mais útil a dupla Milito e Forlán, conseguiu achar espaço na área.

A qualidade, contudo, faltou dos dois lados para que o clássico, que decidiu títulos nacionais em temporadas recentes, tivesse, pelo menos, um gol. O lateral direito brasileiro Jonathan, ex-Cruzeiro e Santos, ainda entrou em campo pela Inter durante a etapa final, mas não conseguiu ser eficiente na esperança de dar mais lucidez ofensiva ao time.

 

*Atualizado com informações da EFE

Leia tudo sobre: futebol mundialitaliainternazionaleroma

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG