Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter deve ter o apoio de até 6 mil torcedores em Abu Dhabi

Antes da viagem ao Oriente Médio, torcedores correram às lojas para comprar os produtos do clube gaúcho

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882417165&_c_=MiGComponente_C

Cerca de 6 mil torcedores do Inter são esperados em Abu Dhabi. Outros milhares ficarão em Porto Alegre esperando pelo bicampeonato mundial. Alguns chegaram antes mesmo do time, que desembarcou quinta-feira nos Emirados Árabes, cerca de 150 privilegiados foram no mesmo voo dos jogadores; e outros, mais otimistas, vão apenas mais perto do dia 18, data partida final da competição.

Muitos querem chegar de roupa nova no Mundial. É o caso de Newton Dias, um dos torcedores que fazia compras na loja do clube.

O uniforme está muito bonito, estou levando as duas camisetas, tanto a branca como a vermelha, explica o torcedor que embarca no fim de semana para os Emirados Árabes.

Outros são mais supersticiosos. Alexandre Rocha escolheu um cachecol e uma camisa polo, mas preferiu não levar a nova camiseta.

Realmente a camiseta nova está muito bonita. Mas pra ver o jogo tenho a minha da sorte que uso desde 2005. Quem sabe depois do Mundial, se conquistar o bicampeonato, eu aposento a velha e compra a nova. Mas por enquanto, prefiro ficar com a outra que é o meu amuleto, contou.

O bom momento vivido pelo time gaúcho impulsiona as vendas de qualquer produto ligado ao Internacional. As lojas espalhadas por Porto Alegre não dão conta de vender desde os uniformes oficias até chinelos, toalhas e artigos de decoração, tudo com o símbolo do Inter.

É claro que a maior procura é pela camiseta. O Inter lançou no fim de outubro o uniforme exclusivo para o Mundial. Tanto a vermelha como a branca são inspiradas no modelo de 1979, quando o Inter conquistou o tricampeonato brasileiro. Os uniformes chegaram às lojas no fim de novembro e são o maior sucesso, apesar do preço de R$ 199,90.

É muita gente procurando. É difícil até precisar a quantidade que já vendemos. Por duas vezes, a camiseta chegou a ficar em falta antes do fim do dia. E o pessoal não leva só a camiseta, busca também outros produtos. A manta e até mesmo os agasalhos têm saído bastante, explica o gerente de uma das lojas.

A camiseta reserva é tão procurada como a titular. E a explicação é simples: No Mundial de 2006 o Inter venceu tanto o Al Ahly como o Barcelona com a camiseta branca. Desde então, o segundo uniforme passou a ser considerado o talismã de muitos torcedores.

Nesta sexta-feira o time gaúcho conhece quem será o adversário para a estreia do Mundial de clubes dia 14. Às 14 horas os africanos do Mazembe enfrentam os mexicanos do Pachuca. O ganhador enfrenta o Inter na fase semifinal.

Leia tudo sobre: internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG