Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter descarta saída de Celso Roth, mas direção promete cobrança

Inconformada pela derrota contra o Jaguares na Libertadores, torcida volta a pedir a saída do treinador

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

A derrota do Inter para o Jaguares voltou trazer para o debate um assunto muito frequente: a possível saída do técnico Celso Roth. Pela internet, nas redes sociais e também na manifestação pública para emissoras de rádio os torcedores voltam a mostrar inconformidade com o trabalho do treinador. A diretoria descarta uma mudança neste momento, mas promete forte cobrança.

“É evidente que não me agradou. Jogamos muito mal, poderíamos ter decidido no primeiro tempo e levamos o gol. Os resultados vem se repetindo, temos que sentar, analisar, e ver o que fazer. Temos que pensar em todo o esquema de jogo, não especificamente no treinador. Acho que o Inter vai classificar, mas temos que solucionar os problemas. Outra medida (pensar em demissão do técnico) seria em um momento inadequado e não é isso que queremos”, disse o vice de futebol Roberto Siegmann, em entrevista para a Rádio Guaíba, quando perguntado se poderia repensar a situação de Roth.

No Twitter, o dirigente recebe muitas cobranças. Uma pesquisa pelo nome do dirigente no site acaba mostrando as várias reclamações da torcida. “Vão esperar a eliminação da Libertadores pra tirar ele (Roth)? É melhor tirar agora, senão a casa vai cair”; “o Inter não joga nada desde a final da libertadores do ano passado. Chega de jogar como time pequeno. Fora Roth” e “Queremos o Dorival Jr ou o Falcão. Ainda dá tempo”, foram algumas das mensagens escritas para o dirigente.

“Quem chegou até aqui na condição que chegamos não pode vacilar. Temos que 'incendiar' o vestiário e ver o que precisa ser feito. Temos que conversar com o técnico, ver a situação física dos jogadores, analisar todos os fatores. Nosso plantel tem uma disparidade muito grande em relação aos outros adversários da chave. Um resultado como este do Jaguares não é admissível”, justificou Siegmann, que por compromissos profissionais, não viajou para o México junto com a delegação.

O Inter tem 10 pontos e segue líder do grupo 6 da Libertadores. Um empate na noite desta quarta teria assegurado a classificação para a fase seguinte. Dia 19, no estádio Beira-Rio, contra o Emelec, o time precisará pelo menos de um empate para seguir adiante. O Jaguares chegou a 9 pontos e o Emelec, que visita o Jorge Wilstermann nesta quinta, tem 7 pontos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG