Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Insatisfeito, Marcel pede rescisão de contrato no Vasco

Jogador recebe proposta do futebol coreano e deixa o clube após ficar fora do jogo com o Duque de Caxias

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O fato de ter ficado fora da partida contra o Duque de Caxias, na última quarta-feira, custou a Marcel mais do que a condição de titular. Artilheiro do time na temporada, com seis gols, o atacante não escondeu a insatisfação com o técnico Ricardo Gomes e, no melhor estilo Tropa de Elite, pediu para sair. Sondado pelo Bluewings, da Coreia do Sul, pediu rescisão de contrato.

O diretor-executivo Rodrigo Caetano informou que o pedido de desligamento foi feito nesta quinta-feira. E na tarde desta sexta-feira o fato foi consumado. Marcel não é mais jogador do Vasco, e está de malas prontas para defender o clube coreano, pelo qual atuou em 2004.

“Não queremos aqui jogadores desinteressados e desfocados. O jogador nos comunicou o desejo de sair e o Vasco vai acatar. Será uma rescisão sem custo para o clube”, disse Rodrigo Caetano.

Marcel chegou ao Vasco em janeiro deste ano. Titular da equipe até a estreia da equipe na Taça Rio, marcou quatro gols no Campeonato Carioca e dois na Copa do Brasil. Sem ganhar explicação de Ricardo Gomes, foi para o banco de reservas na última quarta-feira. No dia seguinte, apareceu com a proposta do futebol coreano.

Rodrigo Caetano não escondeu a decepção com a saída do atacante. Muito em razão do curto espaço de tempo que o clube terá se quiser repôr a vaga. O prazo de inscrição no Carioca termina dia 17 de março. O diretor-executivo admite que a diretoria terá dificuldade para contratar um novo atacante a tempo.

“É frustrante, sim, pelo momento. Não teremos tempo para preencher esta lacuna“, lamentou Caetano, completando: “Espero que o Elton agora comprove a qualidade de artilheiro que ele sempre teve aqui no Vasco.”

Ainda que não consiga contratar um atacante para o lugar deixado por Marcel até quinta-feira, o clube antecipa que vai atrás de reforços para a posição de olho no complemento da temporada. Após o estadual, a diretoria já planejava uma avaliação do elenco. A partir de agora, a busca por mais um atacante será imprescindível na pauta.

“Vamos atrás de atacantes, podem ter certeza”, prometeu Caetano.

À noite, o jogador falou sobre a sua saída do Vasco. Ele admite não ter ficado satisfeito com a maneira como saiu do time. “Recebi uma boa proposta do exterior e achei que era o momento certo de deixar o Vasco. Não fiquei chateado por ter sido barrado, sou profissional e sei que faz parte da profissão ser titular ou reserva. Mas confesso que a maneira com que isso aconteceu foi muito desagradável e acabou apressando a decisão de sair nesse momento".

 

Leia tudo sobre: vascomarcel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG