Meia do Barcelona se destacou na Liga dos Campeões, mas depois apresentou um discurso humilde

Autor de um dos gols da vitória por 2 a 0 do Barcelona sobre o Viktoria Plzen , pela Liga dos Campeões, Andrés Iniesta negou querer tomar o posto de melhor do mundo, hoje do seu companheiro de equipe, Lionel Messi. Para o meia, o importante é jogar para vencer antes de pensar no espetáculo.

"Não jogo para que as pessoas digam que sou o número um. O futebol é a minha paixão, estou na melhor equipe em que poderia estar e que me dá a chance de ganhar títulos. Jogo para ser feliz comigo mesmo e com a minha equipe e não me comparo a ninguém", destacou Iniesta.

O espanhol ainda se apressou para deixar claro que Messi é de fato, o número 1 do mundo. "Leo é Leo e eu sou eu. Messi é o melhor do mundo, não há discussão. Quero estar no meu melhor nível para conseguir títulos, esse é o meu objetivo", disse.

Diante do Viktoria Plzen, a equipe comandada por Pep Guardiola marcou apenas dois gols, fato estranhado pelo torcedor catalão, acostumado com goleadas surpreendentes. Para Iniesta, a torcida deve ter em mente que o time inicialmente foca na vitória, e não no futebol vistoso.

"Viemos para conquistar títulos e fazer boas temporadas, porém o torcedor quer sempre que a gente vença todos os jogos por 4 a 0. Isso não pode ser uma constante na mente do torcedor, muito menos da nossa. É difícil vencer certas partidas, mas a linha que estamos traçando está correta. Perdemos muitos gols contra o Viktoria, porém, não é preciso ter a sensação de que jogamos mal", encerrou Iniesta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.