Torcedores xingaram o meia Ashley Young, do Manchester United

De acordo com a Associação Inglesa de Futebol, mais um caso de racismo envolvendo o futebol europeu ocorreu nesta sexta-feira. A entidade entrou com uma denúncia na Uefa contra ofensas racistas proferidas pelos torcedores da Bulgária ao meia Ashley Young, do Manchester United, na partida entre as duas seleções, no estádio Vasil Levski, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012.

Um porta-voz da Associação Inglesa confirmou que houve contato com a Uefa e com a Federação da Bulgária, mas se negou a falar mais. O técnico italiano Fabio Capello também desconversou. "Eu não ouvi. Estava focado no jogo", explicou.

O comandante búlgaro, o alemão Lothar Matthaus, também não confirmou nada, mas avançou no assunto e, por via das dúvidas, pediu desculpas. "Não estou muito informado em relação a isso, mas é uma pena que esse tipo de coisa aconteça. Por causa disso, eu gostaria de pedir desculpas em nome da Federação da Bulgária", declarou.

Não é a primeira vez que ofensas racistas são dirigidas a jogadores ingleses. Em 2008, a Federação Croata teve que pagar 15 mil libras (R$ 40 mil) de multa por um incidente com Emile Heskey, que já havia sido ofendido em 2002, na Eslováquia. Em 2004, Ashley Cole e Shaun Wright-Philips foram agredidos verbalmente em um amistoso contra a Espanha.

A Inglaterra venceu o jogo por 3 a 0, com dois gols de Wayne Rooney, que não marcava pela seleção há quase um ano. O segundo deles ocorreu após passe de Young.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.