Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Índio comemora marca de 300 jogos, mas rejeita camiseta especial

Zagueiro foi mais um a reclamar da arbitragem de Jaílson Macedo Freitas, no empate contra o Atlético-GO

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Índio, zagueiro do Inter completou 300 jogos pelo clube neste domingo, quando o time empatou com o Atlético-GO. Foi homenageado antes de a bola rolar, recebeu a camiseta número 300, mas rejeitou usá-la durante o jogo.

“Dentro de mim vem aquilo de não querer. É um jogo, não é festa. Sou comprometido com o trabalho. A camisa três é a minha de praxe. Vai continuar assim”, disse.

Por pouco ele não completou o número em um jogo histórico. Uma lesão muscular impediu que a partida de número 300 fosse contra o Barcelona, na Copa Audi. Mesmo adversário do Inter no título mundial de 2006.

“Não tinha que acontecer naquele momento. Senti uma dor e não pude viajar. Estou muito feliz”, comentou.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O defensor lamentou o empate contra o Atlético-GO. Reclamou da atitude do árbitro Jaílson Freitas, de terminar a partida quando o Inter tinha uma falta a favor, e comentou o resultado negativo.

“Nunca tínhamos visto isso, mas fazer o que. O objetivo era conseguir os três pontos, mas tivemos uma viagem cansativa. Tentamos buscar a todo momento, mas infelizmente não conseguimos a vitória”, completou. 

Leia tudo sobre: InternacionalBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG