Até lá, diretoria deve definir sobre remodelações no departamento de futebol e possível vinda de reforços

Segue tudo indefinido no Paraná Clube . Depois da despedida melancólica do Campeonato Paranaense, no último sábado, quando venceu o também rebaixado Cascavel, por 2 a 1, o elenco volta aos treinos somente na próxima quarta-feira.

Até lá a diretoria deve definir alguns rumos do departamento de futebol. Com a saída do presidente Aquilino Romani, que pediu desligamento do cargo, Aramis Tissot assumiu, prometendo remodelar o clube, principalmente o departamento de futebol, para a disputa da Série B. “Vamos debater, temos que analisar alguns pontos, pois corremos contra o tempo", disse o presidente interino.

Apesar de despistar, sabe-se que o vice de futebol, Paulo Cesar Silva, deve deixar o clube. No final de semana, após o jogo contra o Cascavel, ele falou em tom de despedida. “O Paraná não caiu hoje (sábado), vem caindo há muito tempo. Só os paranistas podem ajudar na volta por cima”, disse.

O futuro do técnico Ricardo Pinto também é imprevisível. Com a reformulação do departamento de futebol, o treinador deve deixar o cargo. “A diretoria sabe que tem que fazer muitas coisas para o Paraná voltar ao lugar que deve ocupar. Tem que se dar um jeito para o clube voltar a ser vencedor. A equipe não merece isso”, disse Ricardo Pinto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.