Ademir, Dudu, Leivinha e César Maluco encontram Kleber em festa de novo grupo político do clube

Jogadores como Ademir da Guia, Dudu, César Maluco, Leivinha e Evair, da velha guarda palmeirense, se uniram na noite da última segunda-feira ao atacante Kleber para prestigiarem o evento de inauguração do novo grupo político do Palmeiras , o Democracia Verde. Com o intuito de dar novas ideias para a gestão do clube e também de ajudar financeiramente, assim como fazem os Eternos Palestrinos, a união foi consolidada em reunião na zona oeste de São Paulo.

Com o intuito de formar sete comissões que ajudarão, entre outras coisas, no marketing, na reforma do estatuto e no incentivo ao financiamento da categoria de base, um dos fundadores do grupo, Vicente di Bella, afirmou em seu discurso que tentará enfrentar todas as dificuldades que a política do clube impõe para tentar melhorar o seu clube.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

“Não temos medo de afirmar: Somos um grupo político. E nossa intenção é ajudar o Palmeiras. Para isso, formamos sete comissões que vão atuar diretamente no dia a dia do clube. Vamos incentivar desde a categoria de base até a mudança do estatuto. Queremos que o associado participe diretamente da vida do clube”, disse Vicente em seu discurso de inauguração.

“Não é justo que todas as decisões de um clube fiquem centralizadas na mão de uma só pessoa. Queremos colocar o Palmeiras sempre entre os três maiores clubes futebolísticos do Brasil”, completou.

Os jogadores que ajudaram no início do Palmeiras concordaram com as atitudes. Era possível ver os craques balançarem a cabeça positivamente e sempre parabenizarem os fundadores pela iniciativa de tentar instituir o voto direto no clube.

Coloque seu time em 1º no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Além dos craques do passado e de Kleber, o evento ainda contou com o ex-zagueiro Tonhão, com Rogério Dezembro, ex-diretor de marketing e hoje diretor de novos negócios da WTorre, que reforma a Arena Palestra, com Mauro Holzman, executivo da Traffic que cuida da comercialização dos direitos do novo estádio palmeirense, e com empresários de futebol, como Giuseppe Dioguardi, que foi longamente interrompido sobre a novela da saída de Kleber do Palmeiras.

O grupo conta com o apoio de chapas como a Academia, os Verdes Escuros e Fanfulla. Na sua maioria, todos ex-integrantes do Muda Palmeiras e, na sua integridade, todos da oposição à atual gestão, especialmente à influência do ex-presidente Mustafá Contursi.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.