Lendário ex-jogador foi pioneiro ao introduzir no futebol a função de preparador de goleiros

O ex-goleiro Valdir Joaquim de Moraes deixou nesta sexta-feira seu cargo de consultor da equipe profissional do Palmeiras . Ele atuava na função desde 2008, e pediu afastamento da função por motivos pessoais. Esta foi a segunda passagem do ex-atleta pela comissão técnica – a primeira, como auxiliar, foi entre 1993 a 1997.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Natural de Porto Alegre-RS, Valdir assumiu o gol do Palmeiras em 1958 com uma difícil missão: substituir o ídolo Oberdan Cattani, que havia se aposentado em 1954. Com apenas 1,70m de altura , o goleiro compensava a baixa estatura com muita agilidade. No total, vestiu a camisa alviverde durante 10 anos e foi titular da equipe que ficou conhecida como a “Primeira Academia”, nos anos 60.

BRIGA: São Paulo diz que Palmeiras aceitou "migalhas" para jogar em Prudente

Valdir Joaquim de Moraes disputou 482 jogos pelo Palmeiras, tornando-se três vezes campeão brasileiro (1960, 1967 [Taça Brasil] e 1967 [Roberto Gomes Pedrosa]), três vezes campeão paulista (1959, 1963 e 1966) e uma vez campeão do Rio-São Paulo (1965).

Ídolos: Valdir Joaquim de Moraes ajudou a moldar
Gazeta Press
Ídolos: Valdir Joaquim de Moraes ajudou a moldar "São" Marcos no Palmeiras, além de outros goleiros
O ex-atleta também se notabilizou pelo pioneirismo ao introduzir no futebol a função de preparador de goleiros. No próprio Palmeiras, ajudou a formar nomes como Leão, Zetti, Velloso, Sérgio e o ídolo "São" Marcos.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua torcida virtual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.