Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Hulk toma lugar de Fred e será titular da seleção contra o México

Atacante do Porto é uma das seis mudanças que Mano fará para jogo de terça-feira. Meio de campo também será diferente

Marcel Rizzo, enviado iG a Torreón |

Mano Menezes vai testar um novo centroavante no amistoso  da seleção brasileira contra o México: entra Hulk, do Porto, sai Fred, do Fluminense, que foi o titular na vitória sobre a Costa Rica, 1 a 0, na sexta-feira. O jogo acontece nesta terça-feira, 22h30 de Brasília, na cidade de Torreón.

O treinador comandou um coletivo na noite deste domingo no estádio Território Modelo e, além de Hulk, jogaram entre os titulares o goleiro Jefferson, os laterais Daniel Alves e Marcelo e os volantes Lucas Leiva e Fernandinho. Com exceção do goleiro, que substituiu o machucado Julio Cesar, que foi cortado por causa de lesão, os demais haviam ficado no banco em San Jose porque o treinador queria observar outros atletas.

LEIA MAIS: Hulk em ação pelo Porto

O atacante do Porto, de 25 anos, atuou exatamente 67 minutos pela seleção, sempre entrando no segundo tempo: foram nos jogos contra França (0x1), Gana (1x0) e Costa Rica (1x0). É mais uma aposta do treinador para a posição de centroavante, que ultimamente tem a preferência por Leandro Damião, do Inter, mas que está machucado. Alexandre Pato, o titular na Copa América, também se recupera de lesão. Na prática, Hulk revezou com Neymar na proximidade da área, caindo pela direita em alguns momentos. Depois os atletas treinaram finalizações e Ronaldinho Gaúcho foi poupado desta parte.

O Brasil vai enfrentar o México com Jefferson, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Lucas Leiva, Fernandinho e Ronaldinho Gaúcho; Lucas, Hulk e Neymar.

Marcel Rizzo
Torcedores acompanham o aquecimento dos jogadores da seleção no Território Modelo


Torcida
Por um pedido dos organizadores (o Grupo Modelo, cervejaria dona do estádio e do clube local, o Santos Laguna, que está pagando pelo amistoso), o treinamento foi aberto para os torcedores. Os “abonados” (sócios) e aqueles que compraram ingressos para a partida puderam entrar, mas outros bilhetes foram distribuídos na entrada do estádio, que recebe uma festa chamada de “La Ola de Alegria”, para comemorar a presença da seleção brasileira na cidade de 700 mil habitantes, que fica a 500 km ao norte da Cidade do México.

VEJA MAIS: Dono do estádio bancou ida do Brasil a Torreón

Aproximadamente cinco mil torcedores acompanharam a partida e se divertiram. Ronaldinho Gaúcho foi o mais aplaudido, mas os torcedores se confundiram, por exemplo, ao gritar o nome de Julio Cesar, que foi cortado e não estava no treino. Neto, o reserva de Jefferson, foi confundido com Julio. No telão, a organização preparou imagens de gols da seleção, principalmente da Copa do Mundo de 1970, que foi no México e vencida pelos brasileiros.

 

Leia tudo sobre: seleção brasileirahulkméxicofutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG