Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Hooligans sérvios são proibidos de entrar na Itália

Em outubro de 2010, baderneiros interromperam jogo entre Itália e Sérvia pelas eliminatórias da Euro 2012

AE |

Quatro hooligans sérvios condenados à prisão na Itália por conta do confronto com policiais em partida entre as duas seleções no ano passado tiveram nesta quarta-feira as suas penas convertidas em proibição de entrar no território italiano pelos próximos cinco anos.

Os quatro torcedores haviam sido presos depois de promoverem, no dia 12 de outubro de 2010, graves incidentes dentro e fora do Estádio Luigi Ferraris, em Gênova, onde a Itália recebia a Sérvia em partida válida pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012.

Depois de os hooligans atirarem diversos objetos no gramado, inclusive sinalizadores, a partida foi suspensa e a Itália declarada vencedora, pelo placar de 3 a 0. As duas federações foram multadas e a Sérvia terá de realizar seu próximo compromisso em casa na competição com os portões fechados.

Strahinga Toljagic, Goran Stanic, Vladimir Delic e Nedad Radovic, condenados à prisão em penas que variavam de dois anos a um ano e oito meses, tiveram as punições revertidas pela juíza Annalisa Giancalone em expulsão do território italiano por cinco anos.

O líder dos hooligans sérvios no tumulto em Gênova, Ivan Bogdanov, e outros três torcedores ainda serão julgados em março.

Leia tudo sobre: Futebol MundiaItáliaSérvia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG