Filho do ex-jogador Lela faz careta e recebe amarelo. Ramon também não enfrentará o Atlético-PR dia 12

Alecsandro não escondia a revolta na saída para o intervalo, no empate em 2 a 2 com o Atlético-PR , pela Copa do Brasil. O cartão amarelo recebido na comemoração do seu gol tirou o atacante da partida de volta, dia 12, em São Januário - o jogo vale vaga na semifinal do torneio. O motivo da advertência foi o que mais revoltou o camisa 9. Ele imitou a careta do pai, o ex-jogador Lela, ídolo do Coritiba nos anos 80, e foi punido.

Além do atacante, o Vasco terá outro desfalque por suspensão. O lateral-esquerdo Ramon cometeu o pênalti em Branquinho aos 43 minutos do segundo tempo e também foi advertido. Ambos ficam fora de uma partida importantíssima para as pretensões vascaínas. Após a derrota para o Flamengo no estadual , o Vasco quer compensar a frustração com o título da Copa do Brasil – único título que falta galeria cruzmaltina.

O técnico Ricardo Gomes deve escalar Elton e Márcio Careca para as vagas de Alecsandro e Ramon, respectivamente. Com o empate na noite desta quarta-feira, em Curitiba, o time se classifica com empates em 0 a 0 e 1 a 1. Se repetir o marcador, a decisão será nos pênaltis.

Diego Souza fez sua melhor atuação com a camisa do Vasco. O meia, que estreara marcando contra o Botafogo , alternou boas e más partidas e começava a ser cobrado. Ricardo Gomes admitia que o camisa 10 estava devendo. Mas no empate com o Furacão, além de uma atuação convincente, o meia marcou em belo gol no segundo tempo. Após o jogo, Diego estava satisfeito com a sua exibição e, evidentemente, com o gol fim do jejum.

“Fomos bem, mas poderia ser melhor. O time entrou concentrado, bem posicionado, mas fomos punidos com um pênalti que resultou no empate. Eu poderia sair mais feliz daqui”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.