Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Homem é condenado por atacar seleção de Togo

Equipe sofreu o ataque no começo do ano, dias antes do começo da Copa Africana de Nações

AE |

Um tribunal angolano condenou Jean Antuan Pwaty a 24 anos de prisão pelo ataque a seleção de Togo no início deste ano, dias antes do início da Copa Africana de Nações. O advogado do sentenciado já antecipou que irá recorrer da decisão. 

Cidadão congolês de 42 anos, Pwaty foi condenado por uma série de crimes, como assassinato, rebelião armada e tentativa de assassinato. O ataque foi realizado na região de Cabinda, grande polo petrolífero de Angola. 

Duas pessoas foram mortas na ação terrorista, que fez uma emboscada ao ônibus da seleção de Togo: um membro da comissão técnica da seleção de Togo e um assessor de imprensa. A ação ainda feriu gravemente o goleiro Kodjovi Obilale. Depois de passar por várias operações e conseguir sobreviver, ele chegou a ser indenizado em US$ 100 mil pela Fifa.

Leia tudo sobre: togoCopa Africana de Nações

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG