Jogo pelas Eliminatórias da Euro teve ótima atuação de Sneijder, assistente em 2 dos 4 gols da líder

No estádio Ferenc Puskas, em Budapeste, a Hungria enfrentava a líder do Grupo E, Holanda, como segunda colocada do Grupo E das Eliminatórias da Eurocopa 2012. O que poderia ser um duelo equilibrado, foi facilitado pela ótima atuação do meia Wesley Sneijder, assistente em dois gols na goleada por 4 a 0 da vice-campeã mundial.

O armador do Tottenham, Rafael Van der Vart, em sua 89ª partida com a camisa laranja, mais que qualquer outro entre os convocados de Bert van Marwijk para esta partida, também teve grande atuação, jogando de segundo volante ao lado de Nigel De Jong e marcando o tento que abriu o placar.

Van Persie, titular pela primeira vez nas Eliminatórias, fez o treinador começar a pensar em como escalá-lo ao lado do atacante Huntelaar, autor de oito gols em quatro jogos na competição. O jogador do Arsenal fez o quarto gol e deu passe para o terceiro, de Kuyt. O segundo foi marcado por Afellay.

Essa foi a 19ª vitória da seleção sob o comando de Marwijk em 20 partidas oficiais. A única derrota do técnico foi justamente a final da Copa do Mundo de 2010 para a Espanha. Agora, a Holanda chegou a cinco vitórias nas Eliminatórias e manteve o 100% de aproveitamento. Na próxima rodada, na terça-feira, repete o duelo com os húngaros, mas na Arena de Amsterdã.

Veja fotos dos jogos desta sexta pelo qualificatório europeu:

O jogo
Logo aos 8 minutos, Sneijder passou fácil por Akos Elek e deu bom passe para Van der Vaart. De dentro da área, o meia dominou com a perna direita e bateu com a esquerda para balançar as redes húngaras. O primeiro tempo continuou sob domínio holandês, mas o time criava poucas chances. No fim da etapa inicial, Van der Wiel descolou bom passe, pelo lado direito da área, para Afellay fazer o segundo.

No início do segundo tempo, Sneijder enfiou a bola no meio-campo, nas costas da zaga húngara. Van Persie recolheu e, cara a cara com o goleiro, apenas rolou para Kuyt marcar o terceiro da Laranja. Aos 18, o jogador do Liverpool deu uma cavadinha para Van der Wiel, o lateral direito entrou na área, tocou para trás e Van Persie completou sem problemas.

Dois minutos depois, Sneijder recebeu na intermediária e tentou encobrir o goleiro Gabor Kiraly, mas a bola acertou o travessão. No rebote, Kuyt cabeceou, mas, sem muita força, foi impedido pelo arqueiro.

Apesar de amplo domínio, a Holanda chutou apenas sete vezes à meta adversária, mas foi extremamente eficiente. Das cinco bolas que foram em direção ao gol, quatro entraram e uma foi ao travessão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.