Animal chegou a driblar funcionário do estádio. Jogo ficou paralisado por alguns minutos

Cachorro que invadiu o campo passa tranquilamente por Júlio César
AP
Cachorro que invadiu o campo passa tranquilamente por Júlio César
O primeiro “olé” ouvido no estádio Único Ciudad de La Plata, na estreia do Brasil na Copa América aconteceu aos 30 minutos do primeiro tempo. Nem Robinho , Neymar ou Ganso foram os protagonistas da jogada na partida contra a Venezuela. O drible que resultou a homenagem da torcida foi dado por um cachorro que invadiu o gramado.

Na tentativa de pegar o animal, um funcionário do evento foi enganado e ouviu o “olé” da torcida. Por causa do cachorro, o jogo ficou cerca de dois minutos paralisado.

A invasão não foi a única gafe da organização do evento. Praxe em competições oficiais, os hinos dos dois países não foram ouvidos antes do jogo. Os jogadores dos dois países chegaram a ficar perfilados para a execução do hino, que não aconteceu. Após cerca de um minuto de silêncio, um funcionário da organização do torneio avisou os atletas que eles poderiam deixar a posição.

Após a gafe, o protocolo pós-jogo seguiu com o anuncio dos jogadores titulares. Com maioria brasileira no estádio, Neymar, Robinho e Paulo Henrique Ganso foram os mais aplaudidos pelos torcedores.

Antes do jogo começar, o capitão da seleção, Lúcio, chamou os companheiros para um conversa no campo do Brasil. Os jogadores formaram um círculo e ouviram o zagueiro que falou gesticulando durante aproximadamente dois minutos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.