Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Hexacampeão, Andrade rejeita festa por título de 1987

"O reconhecimento da CBF só foi uma forma de reparar uma injustiça", disse o ídolo flamenguista

Gazeta |

Andrade, técnico desempregado, agora tem o mesmo número de títulos brasileiros conquistados pelo Flamengo: seis. Até esta segunda-feira, ele era oficialmente campeão como jogador do clube carioca em 1980, 1982 e 1983, além de ter levantado os troféus de 2009 na condição de treinador e de 1989 como atleta do Vasco. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) lhe garantiu o hexacampeonato ao reconhecer também o Módulo Verde da Copa União de 1987 como um Campeonato Brasileiro.

"Mas não cabe a nós fazer festa nenhuma agora, já que nunca tivemos dúvidas sobre o nosso título. Não faz sentido comemorar tanto tempo depois. Isso fica para o São Paulo, que tinha as suas dúvidas", afirmou Andrade. "O reconhecimento da CBF só foi uma forma de reparar uma injustiça que vinha sendo feita. O Flamengo é o verdadeiro campeão de 1987", afirmou.

Volante no período mais glorioso do Flamengo, Andrade havia sido decisivo para a conquista da Copa União de 1987. Foi dele a assistência para o gol marcado por Bebeto no segundo jogo da final contra o Internacional, a vitória por 1 a 0 dos cariocas. "Dei o passe para o gol do título! Aquele campeonato foi muito marcante, pois decretou o fim da geração de ouro do Flamengo, que vinha desde 1979. Leandro, Zico e eu éramos alguns dos remanescentes do time", recordou.

Andrade estava presente também na última conquista nacional do Flamengo, o título de 2009. Mas a sua primeira taça expressiva como técnico não foi suficiente para mantê-lo empregado. Demitido pelo Brasiliense no final do ano passado, ele aguarda propostas para voltar a trabalhar. "Estou em casa, à espera. Já tive alguns convites que não me interessaram, pois quero assumir um clube com projeto. Pode ser do Rio de Janeiro, de fora do Rio de Janeiro ou até do exterior", comentou.

O hexacampeão também evita entrar em atrito com a atual diretoria do Flamengo. "Fui demitido, mas o mercado é assim. Sou novo nesse meio, apesar de já ter conquistado o título nacional de 2009. Foi a minha sexta conquista, né? Porque eu nunca deixei de reconhecer 1987. Futebol se ganha dentro de campo. Não me interessa o que acontece nos bastidores", concluiu Andrade.

Leia tudo sobre: FlamengoBrasileiro 1987Andrade

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG