Volante santista marcou o gol que empatou a partida no Pacaembu, mas foi expulso após falta em Alex

Na última segunda-feira, quando nasceu sua filha Alicia, Henrique , que ainda nem havia balançado as redes pelo Santos , prometeu marcar um gol e dedicar a ela contra o Corinthians . Sua palavra foi cumprida logo no primeiro tempo do clássico, quando o volante igualou o placar no Pacaembu. O volante, contudo, acabou atrapalhando o time ao ser expulso na etapa final.

Antes disso, porém, foi o responsável por um fim de primeiro tempo mais calmo. "Prometi que, se fizesse um gol, seria para ela e para minha esposa, que sofre tanto. Consegui", vibrou, no intervalo, o jogador, que comemorou seu feito balançando os braços como se embalasse um neném ao lado de Ibson, no estilo que ficou marcado por Bebeto na Copa do Mundo de 1994.

Mais do que garantir alegria em casa, o primeiro gol de Henrique com a camisa do clube da Vila Belmiro assegurou menos pressão à equipe durante a partida, já que Liedson havia aberto o placar aos 12 minutos de partida para o Corinthians. Aos 37 minutos do primeiro tempo, entretanto, o volante santista ficou desmarcado na área e teve tranquilidade para chutar no canto esquerdo rasteiro do goleiro Júlio César. Foi o primeiro gol santista na virada por 3 a 1 na capital paulista .

"Tivemos que correr atrás e buscamos o gol a todo momento. O gol foi importante porque nos colocou de novo no jogo, nos deu mais tranquilidade para trabalhar", continuou celebrando Henrique.

No segundo tempo, o meio-campista estragou sua oportunidade de somente festejar neste domingo. Posicionado de forma mais recuada, Henrique cometeu duas faltas duras na etapa complementar e levou dois cartões amarelos, deixando o Santos com um a menos a partir dos 21 minutos do segundo tempo.

A vitória no clássico se confirmou, mas Muricy Ramalho terá que buscar um substituto para Henrique, desfalque no confronto da próxima quarta-feira contra o América-MG, em Minas Gerais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.