Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Helton: "Seria necessário ter dois Heltons para pegar a bola"

Ex-goleiro do Vasco ainda lembra do fatídico gol de Petkovic, que deu ao Flamengo o tri carioca em 2001

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Se Petkovic vive as glórias dos 10 anos da conquista do tricampeonato carioca de 2001, o goleiro Helton sabe que aquela imagem da cobrança de falta e sua tentativa em vão de fazer a defesa jamais sairão da memória dos torcedores e dos acervos. Campeão da Liga Europa como titular e capitão do Porto, ele reviu o lance ao longo de toda a sua carreira e chegou a uma conclusão.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

“Seria necessário ter dois Heltons para pegar a bola”, afirmou Helton, de 33 anos, em entrevista ao iG, de férias no Brasil.

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e convide seus amigos

iG: Qual a sua lembrança do momento da cobrança de falta de Petkovic na final do Carioca de 2001?
Helton:
Fiz tudo o que pude para chegar na bola, mas o Petkovic foi muito feliz no chute. É um lance raro, que só o futebol é capaz de proporcionar. Infelizmente, acabou acontecendo comigo e com o Vasco.

iG: Vendo o lance novamente, qual a sua impressão da jogada? Fica achando que vai conseguir defender?
Helton:
Muita gente que conversa comigo sobre o lance ainda se pergunta como eu consegui encostar os dedos na bola, tamanha foi a força e a precisão do chute. Já revi a jogada algumas vezes. Não tinha o que fazer. Seria necessário ter dois Heltons para pegar a bola. (risos)

iG: Acredita que aquele lance de 2001 jamais será esquecido?
Helton:
É difícil de esquecer. Todo mundo lembra, principalmente quando estou no Brasil. Se o gol tivesse sido em uma falha minha, seria complicado. Mas a torcida do Vasco reconhece que fiz o que pude. Tenho um carinho muito especial por eles como sei que eles têm por mim. Devo muito ao clube.

Leia tudo sobre: FlamengoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG