Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Habituado à Libertadores, Corinthians estreia rejeitando obsessão

Pelo terceiro ano seguido, time paulista inicia trajetória por título inédito. Assiduidade diminui tensão

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Na Venezuela, contra o Deportivo Táchira , às 22h (de Brasília) o Corinthians inicia sua 10ª participação na Libertadores , único grande título que falta para sua galeria de troféus. Pela primeira vez na sua história o clube disputa três edições seguidas do torneio e por isso, com o passado de traumas já superado e confiando na assiduidade para triunfar, os jogadores do time demonstram uma tranquilidade rara no clube nas outras nove participações.

AE
Experiência de Danilo na Libertadores ajuda o Corinthians

Veja o infográfico com toda a história do Corinthians na Libertadores desde 1977

“Ganhar a Libertadores é objetivo de todo grande clube que monta bons elencos nessa busca. O Corinthians não é diferente e esse elenco não tem nada com os outros que já perderam a Libertadores. Estão todos muito conscientes do que fazer, da dificuldade que vai ser e da responsabilidade que será disputar essa Libertadores com a camisa do Corinthians”, disse o meia Alex na última semana. Ele e o parceiro de meio-campo, Danilo, são os únicos que já foram campeões do torneio no elenco corintiano.

Leia também: Árbitro da estreia corintiana geralmente dá azar a times brasileiros

Com Mário Gobbi na presidência, o clube mantém o discurso de seu antecessor, Andrés Sanchez, de que o título do torneio só virá se o clube se acostumar a disputá-lo . Todos os titulares da equipe já tiveram essa oportunidade e por isso a tensão gerada pela obsessão pelo troféu dentro do clube é menor. Mais calejados, a tranquilidade dentro do grupo se torna mais natural. “Esse elenco está calejado, lambeu a ferida, deu a volta por cima no Brasileiro e está cada vez mais consciente do que pode fazer”, diz o técnico Tite.

Confira ainda: "Trio de ferro" corintiano é a base para bom início na Libertadores

O treinador não perdeu jogadores da base do time do ano passado e com todos titulares à disposição, construiu uma equipe sólida, que sofre poucos o que naturalmente aumenta as chances de desta vez o final da história corintiana no torneio seja mais feliz.

E mais: Tite agradece apoio de Andrés Sanchez e vê Corinthians bem para a Libertadores

Para esta partida, Tite levou 21 jogadores a San Cristóbal , cidade que fica distante 800 km de Caracas. Alex, Emerson e Liedson, poupados no clássico contra o São Paulo, estão à disposição de Tite, mas apenas os dois últimos serão titulares nesta quarta-feira. O comandante do Corinthians preferiu escalar Jorge Henrique no lugar de Alex, devido à boa fase do jogador, principalmente pela bela atuação na vitória do último domingo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores do Corinthians

O Deportivo Táchira estreia em casa na Libertadores, como no ano passado, e espera ao menos tirar pontos do rival brasileiro na primeira partida em casa como fez em 2011. Contra o Santos, a equipe ficou no 0 a 0 no seu primeiro jogo no estádio Pueblo Nuevo. Para o corintiano supersticioso que acredita em coincidências, um detalhe. A partida do Táchira contra o Santos aconteceu há exato um ano, em 15 de fevereiro de 2011 , no mesmo estádio onde o Corinthians faz sua estreia. O resultado ruim foi superado pelo rival corintiano que acabou com o título.

E o "Imperador"?: Adriano tem 5 jogos no Paulista para se garantir de vez na Libertadores

O rival corintiano nesta quarta é o sexto colocado no campeonato venezuelano com sete pontos em cinco jogos (duas vitórias, um empate e duas derrotas). A equipe venceu seu último jogo antes da estreia. Assim como Corinthians, que fez 1 a 0 no São Paulo, o Táchira também fez o placar mínimo para bater o Tucanes, 14º colocado no campeonato.

A abertura do grupo 6, de Táchira e Corinthians, aconteceu na última semana em Assunção. Lá, o Nacional perdeu para o Cruz Azul por 2 a 1. O clube mexicano lidera a chave, portanto.

FICHA TÉCNICA – DEPORTIVO TÁCHIRA x CORINTHIANS
Local:
Estádio Polideportivo de Pueblo Nuevo, em San Cristóbal (VEN)
Data: 15 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Rondán (Colômbia)
Assistentes: Humberto Clavijo e Wilmar Navarro (ambos colombianos)

Escalações prováveis:
DEP. TÁCHIRA:
Rivas; Chacón, Wilker Ángel, Rouga e Badillo; Villafraz, Casanova, Chourio e Gamadiel García; William Zapata e Sergio Herrera. Técnico: Jaime De La Pava.

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique, Emerson e Liedson. Técnico: Tite.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG