Antes de decisão da Supercopa, técnico disse que seu time está "um pouquinho atrás" do seu maior rival

O técnico do Barcelona , Josep Guardiola, reconheceu nesta terça-feira que sua equipe está "um pouquinho atrás" do Real Madrid , rival desta quarta-feira na disputa pelo primeiro título da temporada, a Supercopa da Espanha. O treinador admite que, na partida de ida, o Real foi superior. "Por isso, acho que temos de jogar melhor do que jogamos no (estádio Santiago) Bernabeú para ganhar a Supercopa".

No entanto, Guardiola se mostra otimista com os três dias de treino que o Barça teve para se preparar, com o resultado da partida de ida (2 a 2, que deu a vantagem do empate em até um gol) e com o fato de jogar no Camp Nou - "a torcida estará conosco".

"Estamos melhores do que no fim de semana, e agora temos que dar um passo adiante, pois queremos chegar ao título", afirmou o treinador. Ele não quis antecipar se Cesc Fàbregas começará jogando como titular e disse que ainda vai decidir sobre a participação de Xavi, Piqué e Busquets, que desfalcaram o time na última partida.

Ao falar sobre as novas contratações, Guardiola destacou "a humildade" do chileno Alexis Sánchez nos primeiros dias como seu jogador. "O importante é que já se entrosou com seus companheiros, porque correu demais no outro jogo".

Sobre Fàbregas, lembrou que o jogador não precisará de muita adaptação. "Ele conhece o estilo do time e joga futebol muito bem. É um jogador que tem qualidade no passe, boa chegada ao ataque e é versátil. Só precisa melhorar no setor defensivo, porque ofensivamente ele é completo".

Ao falar sobre o Real Madrid, o treinador expressou preocupação, e não quis comentar sobre a violência que tomou conta dos últimos clássicos. "O que temos de fazer é tocar bem a bola, fazer com que cheguem menos em nosso campo e cometer poucas faltas. O resto, já não é mais conosco, mas com o juiz", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.