Treinador do Barcelona considerou que adversários desta quarta-feira não facilitaram a vida dos catalães

Treinador não acredita que classificação está garantida
Treinador não acredita que classificação está garantida
O técnico do Barcelona , Josep Guardiola, preferiu pregar cautela após a vitória por 5 a 1 sobre o Shakhtar Donestsk, nesta quarta-feira, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O treinador da equipe catalã preferiu manter a educação e fez diversos elogios ao adversário ucraniano.

"Vocês gostaram do Shakhtar, não é verdade? Agora acreditam em mim, não? Estou muito feliz porque conseguimos um grande resultado contra um senhor time", declarou o treinador, que considerou que o time ucraniano impôs dificuldades à sua equipe no estádio Camp Nou.

"Não acreditaram neles, fizeram caso de mim. A vaga ainda não está definida. Ainda temos na memória o 5 a 0 que fizemos no Betis e as dificuldades que tivemos contra eles no segundo jogo da Copa do Rei", completou.

O técnico do Barça reconheceu que o time concedeu mais chances de gol que ele desejava, mas lembrou que o sistema defensivo estava bastante desfalcado. "Tivemos muitos problemas na parte defensiva. Sem Abidal e Puyol, nos faltam pernas, velocidade, e temos que suprir com outras virtudes", justificou o técnico.

Guardiola ainda aproveitou para elogiar o atacante argentino Lionel Messi , que não balançou as redes do Shakhtar. "Houve três partidas em que Messi foi determinante e não marcou gols: contra o Real Madrid, contra o Espanyol e hoje. Ele nos ajudou a ganhar em muitos sentidos", disse Guardiola, que afirmou que o argentino, junto com Pedro e Villa, está "guardando os gols para os jogos importantes".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.