Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Guarani se beneficia dos gols fora e passa com 0 a 0 contra União

Por ter ficado no 4 a 4 com o União Rondonópolis no Mato Grosso, time paulista avança na Copa do Brasil

Gazeta |

Ter participado do jogo com mais gols da primeira rodada da Copa do Brasil, mesmo sem ter vencido, foi excelente para o Guarani. Como empatou por 4 a 4 com o União Rondonopólis, no Mato Grosso, na ida, a equipe de Campinas avançou à segunda fase mesmo ficando no 0 a 0 no Brinco de Ouro da Princesa na noite desta quarta-feira.

A torcida não gostou, vaiou intensamente os jogadores no final da partida e gritou "timinho". A maior irritação nas arquibancadas se deve não só à ineficiência dos homens de frente para definis a classificação o quanto antes, mas também aos sustos levados nos últimos, quando até o goleiro adversário foi à área bugrina.

Durante o duelo, o Guarani, se não tinha inspiração para jogar e fazer tantos gols como na semana passada, ao menos, pôde manter um ritmo morno na maioria dos 90 minutos de confronto. O time ainda perdeu Dadá, com dores na coxa, substituído por Márcio Guerreiro. No pouco empolgante primeiro tempo, o União Rondonópolis ainda teve o meio-campista Fábio Silva advertido com um cartão amarelo. E foi tudo o que ocorreu em Campinas até o intervalo.

Na etapa final, a equipe sul-mato-grossense dominou a partida com mais posse de bola, e se aproximando mais da área alviverde. Os anfitriões tentavam evitar o perigo com sucessivas faltas no meio-campo, o que irritava a torcida, sempre tensa nos cruzamentos adversários. O sistema defensivo bugrino, porém, deixou o campo ileso.

Agora o Guarani, em meio à disputa da segunda divisão do Campeonato Paulista, espera por Horizonte, do Ceará, ou o ASA, de Arapiraca (AL) na próxima fase da Copa do Brasil. Ambos se enfrentam nesta quarta-feira em Alagoas. Na ida, os cearenses venceram em casa por 3 a 1 e só serão eliminados com derrota por 2 a 0 ou de mais de dois gols de diferença - novo 3 a 1 leva à decisão por pênaltis.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG