Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Guarani está confiante para o duelo contra o Náutico

O Bugre tem se afastado da zona da degola, enquanto o clube pernambucano briga pelo título da competição

Gazeta |

O duelo entre Guarani e Náutico desta terça-feira, às 20h30 (de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa, colocará frente a frente um time que busca motivação para ascender no Brasileirão da Série B e outro que tenta tirar forças da autoconfiança para não esmorecer.

Enquanto o Guarani foi ao Serra Dourada encarar o desesperado Vila Nova e trazer para Campinas um empate por 0 a 0, o Náutico recebeu o lanterna Duque de Caxias , cedeu o empate por 1 a 1 aos 45 do segundo tempo e ainda por cima perdeu a vice-liderança da competição.

Os empates interromperam sequências positivas de ambas as equipes. O Bugre vinha de duas vitórias contra times do topo da tabela, enquanto o Timbu havia vencido uma partida para seguir a boa toada, mas esbarrou no vilão carioca.

Preparando o time para o confronto desta terça, o técnico Giba marcou a reapresentação para o domingo e, desde então, já trabalha na montagem da equipe titular.

Desfalque quase certo é o meia Renato Ribeiro, que sentiu um desconforto e já foi ausência na partida contra o Vila Nova, mas deve seguir fora do time por conta da distância de apenas quatro dias de um jogo para outro. Giba lamentou a lesão do jogador e quebra a cabeça para montar o time, ciente de que não há outro meia armador dentro do elenco.

"Não temos armadores no elenco, o Felipe é meia atacante, gosta de jogar próximo da área. Ele jogou o Carioca como segundo atacante e o armador é aquele que tem que dar cadência, dar saída de bola, ter leitura do jogo, já o meia atacante joga em direção ao gol, ele pega a bola e quer definir, os outros que temos lá também não são, só temos ele", disse, em referência a Renato.

A solução deve ser a manutenção do trio de volantes formado por Leandro Carvalho, Mika e Dadá, com os dois últimos tendo mais liberdade para avançar e Felipe improvisado na armação de jogadas.

Enquanto isso, a delegação do Náutico treina no CT da Ponte Preta, mas o técnico Waldemar Lemos ainda não definiu quem entra em campo. A principal dúvida segue sendo Eduardo Ramos, que será julgado pelo STJD. Por precaução, o volante Nílson, que recentemente retornou de empréstimo, também viajou com o grupo.

O prejuízo do empate contra o Duque de Caxias acabou amenizado pelo empate da líder Portuguesa, que manteve a distância de seis pontos. Apesar de perder uma posição, o Náutico conseguiu aumentar a vantagem para o Sport, que é o primeiro time fora do G-4.

"Para nós, a partida diante do Guarani está sendo encarada como uma decisão de campeonato. Vamos para lá querendo a vitória, respeitando o adversário, mas sabendo que é possível voltar para Recife com três pontos na bagagem", afirmou o volante Derley, outro que avaliou positivamente a última rodada.

Diante do Bugre, o goleiro Gideão deve retornar ao time titular, desbancando Gledson. Outro que deve entrar no time é o zagueiro Diego Bispo substituindo o suspenso Marlon.

FICHA TÉCNICA
GUARANI X NÁUTICO

Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Data: 4 de outubro de 2011 (terça-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Marçal Rodrigues Mendes (RJ)

GUARANI: Emerson; Chiquinho, Éwerthon Páscoa, Aílson e João Paulo; Leandro Carvalho, Mika, Dadá e Felipe; Marcelo Macedo e Denílson
Técnico: Giba

NÁUTICO: Gideão; Peter, Diego Bispo, Ronaldo Alves e Jeff Silva; Everton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos (Phillip); Rogério e Kieza
Técnico: Waldemar Lemos

Leia tudo sobre: série b 2011guaranináutico

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG