Queda por 1 a 0 em casa foi determinante para decisão, informou diretoria do clube em comunicado oficial

Após a derrota diante do Vila Nova por 1 a 0, nesta última terça-feira, pela oitava rodada da Série B, o Guarani optou por demitir o técnico Vilson Tadei. Com o resultado negativo diante de seu torcedor em Campinas, o time segue na 13ª posição, com nove pontos conquistados. A diretoria ainda não deu detalhes sobre o nome do novo técnico.

Mesmo ostentando a conquista do acesso do Guarani para a Série A1 do Campeonato Paulista, o treinador não suportou a pressão dos dirigentes do clube. Tadei esteve no comando da equipe de Campinas em 22 jogos, somando oito vitórias, dez empates e apenas quatro derrotas.

Entre para a Torcida Virtual do Guarani e convide seus amigos

Entretanto, a diretoria foi clara em ressaltar o desempenho do treinador como justificativa pela sua demissão. "Apesar do ótimo relacionamento com o grupo de jogadores e com a Diretoria, a pressão dos resultados acabou culminando na demissão do técnico Vilson Tadei", disse o clube em um comunicado oficial. "A derrota para o Vila Nova foi determinante. O Guarani reitera a ótima condição profissional do treinador, sua capacidade de trabalho e sua competência, que resultaram inclusive no acesso da Série A2 para a Série A1 do Campeonato Paulista".

Após a saída do treinador, o Guarani ainda terá mais um desfalque para o restante da disputa da Série B do Brasileirão. O meia-atacante Diogo Júnior Pereira rescindiu seu contrato com o clube. Encerrado seu empréstimo para o Comercial, o jogador entrou em contato com a diretoria e solicitou o encerramento do seu vínculo, válido até agosto de 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.