Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grondona admite que cinzas vulcânicas podem adiar Copa América

Presidente da AFA diz que irá esperar próximos dias para que "tudo seja solucionado" e destacou que torneio "não corre riscos"

EFE |

Reuters
Nuvem de cinzas, com altura estimada em 10 km de altura, é vista sobre vulcão Puyehue
O presidente da AFA (Associação do Futebol Argentino), Julio Grondona, afirmou nesta terça-feira que não descarta a hipótese de adiar o início da Copa América, que será disputada em julho na Argentina, por conta da disseminação de cinzas do vulcão chileno Puyehue-Cordón Caulle.

"O campeonato começa em 1º de julho, portanto temos que esperar que nos próximos cinco ou seis dias tudo seja solucionado", declarou o dirigente à emissora Radio 10. Ele esclareceu, no entanto, que a realização do torneio "não corre riscos".

Há dez dias, quando o Puyehue entrou em atividade e começou a dissipar cinzas, aconteceram cancelamentos de voos e fechamento de aeroportos em cidades de Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. "Estamos na corrente de tudo isso, e nenhum país está preparado sob todos os pontos de vista para os problemas imprevistos no transporte", afirmou Grondona.

Estava prevista para esta terça a normalização paulatina das operações nos aeroportos de Buenos Aires, fechados desde a noite de domingo por conta da presença de nuvens de cinzas. O vulcão está situado em território chileno da cordilheira dos Andes, a 1,8 mil quilômetros ao sudoeste da capital argentina.

Leia tudo sobre: copa américa 2011argentinafutebol mundialvulcão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG