Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gre-Nal que vale taça: dez dicas para ser campeão gaúcho

Time de Renato está em vantagem ao de Falcão na partida das 16h de domingo no Olímpico

Gabriel Cardoso e Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Se os técnicos Renato Gaúcho e Paulo Roberto Falcão adotam mistério na escalação e descrição no caminho para ser campeão gaúcho, o iG aponta o atalho para levantar a taça, domingo, a partir das 16h, no Olímpico. Grêmio e Internacional fazem o segundo jogo da final estadual.

As dez dicas de cada equipe baseadas em observação de jogos e treinos além das entrevistas concedidas durante a semana. Quem será que leva vantagem?

AE
Renato quer primeiro título como treinador

Grêmio

Esquecer a vantagem: Embora tenha vencido no Beira-Rio por 3 a 2, a ordem é esquecer do regulamento. Todos sugerem pensar que o confronto está "empatado". O Grêmio será campeão com vitória, empate e até derrota por 1 a 0 ou 2 a 1.

Defesa segura: Com a confirmação de Vilson e Rodolfo, a zaga é a preferida de Renato. Se não vazar...

Meio-campo ideal: Fábio Rochemback, Adilson, Lúcio e Douglas ainda não perderam em 2011.

Força da torcida: O Olímpico vai lotar, afinal, todos os ingressos foram vendidos antecipadamente. Time só teve uma derrota me casa.

Chefe empolgado: Renato quer primeiro titulo como treinador do Grêmio.

Junior Viçosa quer mais: O centroavante não se contentou com três gols em clássicos.

Parabéns, Leandro: O atacante fez 18 anos e quer título de presente.

Chance de permanecer: Jogadores terão de mostrar serviço, afinal, o grupo passará por reformulação para o Brasileirão.

O retorno de Victor: Goleiro da seleção deve ser o novo titular dando segurança ao time.

A primeira taça como capitão: Fábio Rochemback quer fazer história no Grêmio.

Inter

Jogar para o artilheiro: Leandro Damião está entre os melhores jogadores do país em 2011. Já marcou 20 gols. Em alguns jogos ficou sozinho no ataque e teve mais dificuldade. O Inter precisa dos gols dele.

Arrumar a defesa: Maior ponto de preocupação no Beira-Rio. Foram oito gols sofridos nos últimos cinco jogos. Manter o placar do Grêmio em branco será importante para reverter a decisão.

Influência do camisa 10: D´Alessandro mais ganhou do que perdeu contra o Grêmio. Já marcou quatro gols no rival.

Zagueiro-artilheiro: Índio já fez cinco gols contra o Grêmio. Deverá ser titular e poderá ajudar também no setor ofensivo.

Lucas Uebel/Vipcomm
Falcão confia no elenco colorado
Força do grupo: O Inter é apontado há anos como um dos melhores elencos do Brasil. A final do campeonato é uma boa oportunidade para mostrar essa virtude.

Poder de remobilização: O Inter foi eliminado pelo Peñarol na Libertadores e parece que não conseguiu se recuperar a tempo: fez um mal jogo e perdeu para o Grêmio no jogo de ida. Após uma semana de trabalho, o time espera estar melhor e até a imprensa será usada para motivar.

Força no meio-campo: Falcão terá todos os titulares do setor à disposição. Inclusive os volantes Bolatti e Guiñazu, que foram julgados durante a semana.

Quebrar tabu: O time terá que jogar contra os números. Desde 2004 o Inter não consegue um placar no Olímpico que lhe daria o título estadual deste ano.

Bola parada: Uma boa arma para tentar reverter a vantagem. Andrezinho e D´Alessandro são cobradores de falta. O zagueiro Índio é bom cabeceador e poderá contribuir nos escanteios.

Dois atacantes: O torcedor do Inter não aguenta mais ver apenas um jogador no setor ofensivo. Roth insistia no esquema tático 4-2-3-1, Falcão repetiu a ideia. Poderá mudar no Gre-Nal.

Leia tudo sobre: grêmiointernacionalcampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG