Tamanho do texto

Renato Gaúcho admite más atuações, mas ressalta contagem regressiva para título estadual

Ao mesmo tempo em que admite o mau momento, o técnico Renato Gaúcho defende o grupo do Grêmio . Exalta a classificação antecipada à final do Gauchão, a presença nas oitavas de final da Libertadores e, a partir do domingo , começou a contagem regressiva para o primeiro título como comandante do seu time do coração.

Os passes errados em excesso, as falhas de marcação e a má pontaria dos atacantes terão como remédio o quase óbvio: treinos. Nesta semana sem jogo, o grupo trabalhará em dois turnos – a próxima partida, contra o Cruzeiro, deve ser confirmada para domingo. A exceção é esta segunda-feira cuja programação indica folga.

"A gente sempre precisa trabalhar e agora teremos uma semana apó muito tempo de jogos e viagens. Quem reclama do Grêmio, talvez o faça, pois não estamos jogando tudo o que podemos. O importante é o papo com os atletas, grupo tá fechadinho. Degrau a degrau vamos chegando", disse Renato.

Mesmo com os bons resultados, as atuações deixam a desejar. O time não venceu nos últimos três jogos.

"Não estou satisfeito. Fora do vestiário, os protejo. Lá dentro dou no meio deles. Alguns jogadores têm de voltar a jogar o que sabem. Não temos uma equipe para dar show nem imbatível, mas com qualidade e pegada", avaliou o treinador.

Afinal, em caso de sucesso, faltam dois jogos para ganhar a Taça Farroupilha, o segundo turno, e consequentemente, o título do Gauchão.

"E nem precisamos ganhar. Podemos ser campeões com dois empates", encerrou Renato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.