Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio supera dificuldades e vence o Oriente Petrolero

Time de Renato fez 3 a 0 na abertura da fase de grupos da Libertadores. Douglas marcou duas vezes

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Quem esperava facilidade, viu o Grêmio penar contra o Oriente Petrolero, da Bolívia, especialmente no primeiro tempo. Até a nova formação (com os reforços de Rodolfo e Carlos Alberto) engrenar, o time brasileiro dependeu da qualidade individual. Foi assim (e com ajuda da arbitragem) que abriu o placar, na noite desta quinta-feira, no Olímpico, para depois vencer por 3 a 0 na abertura do Grupo 2 da Libertadores. 

O time brasileiro lidera o grupo com os mesmos três pontos do Junior Barranquilla-COL, que mais cedo nesta quinta-feira bateu o León de Huánaco-PER por 2 a 1. O Grêmio, no entanto, leva vantagem sobre o time colombiano no saldo de gols.

É verdade que o time de Renato Gaúcho atuou bem no segundo tempo, porém, precisará melhorar para transformar o sonho do tri da América em realidade. Na próxima quinta-feira, o adversário é o Junior de Barranquila na Colômbia. 

Antes, a atenção volta ao Gauchão. Domingo tem jogo decisivo contra o Ypiranga pelas quartas de final da Taça Piratini. 

O jogo 

Foi um primeiro tempo equilibrado. Com quatro defensores e outros quatro jogadores no meio, as populares duas linhas de quatro, o Oriente Petrolero adiantou a marcação e encurtou o campo de jogo do Grêmio. Sem velocidade, especialmente dos atacantes Borges e André Lima, o clube brasileiro era presa fácil. 

Então, a maneira de tentar abrir o placar era chutando de longe. Douglas e Carlos Alberto o fizeram, porém, sem direção. O problema era a meia cancha gremista não acertou a marcação nos primeiros minutos e o time boliviano levou perigo especialmente com Arce, ex-Corinthians. 

Aos poucos, a qualidade individual dos gremistas começou a fazer a diferença. Borges fez gol corretamente anulado, afinal, dominou a bola com a mão. Lúcio e Borges perderam boas chances. Até que a sorte ajudou. Aos 41, Terrezas foi todo desajeitado, com os braços abertos, marcar Gabriel. A bola bateu no rosto do boliviano, mas o árbitro Líber Prudente marcou pênalti. Douglas bateu e abriu o placar antes do intervalo. 

Se no primeiro tempo o juiz ajudou, Hugo Suárez deu não uma, mas duas mãos ao Grêmio. Borges fez o que mais sabe fazer. Dominou de costas para o gol, girou sobre Camaño e chutou. A bola foi no meio do gol, mas o goleiro rebateu. Gilson, que havia salvo o Grêmio em chute de Arce no primeiro tempo, aproveitou e rebote e fez o 2 a 0. Eram apenas dois minutos do segundo tempo. 

Então, tudo o planejado e ensaiado nos treinos começou a aparecer em campo. Gabriel e Carlos Alberto tabelaram pela direita. Gilson e Lúcio fizeram o mesmo pela esquerda. Carlos Alberto recuava no momento certo para ajudar na marcação pela direita e Lúcio fazia o mesmo pela esquerda. Com o meio funcionando, o Grêmio amassou o Oriente. Gabriel e Rodolfo perderam boas chances. 

O time boliviano não passava ao campo de ataque. Então, aos 24 minutos, Lúcio fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Douglas, o artilheiro da noite, fez o terceiro. 

Ainda deu tempo para o argentino Escudero estrear. Ele foi o parceiro de Borges no ataque, na vaga de André Lima. 

FICHA TÉCNICA - GRÊMIO 3 X 0 ORIENTE PETROLERO -BOL

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 17 de fevereiro de 2011, quinta-feira
Horário: 19h45min (de Brasília)
Árbitro:
Líber Prudente (Uruguai)
Auxiliares: William Casavieja e Carlos Pastorino (Uruguai)
Público: 35.693 (32.791 pagantes)
Renda: R$ 825.910,50

Cartões amarelos: Carlos Alberto (Grêmio) e Mauricio Saucedo, Camaño (Oriente Petrolero)

GOLS:

Grêmio: Douglas, aos 43 minutos do primeiro tempo. Gilson, aos dois minutos, e Douglas, aos 24 minutos, do segundo tempo. 

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Rodolfo e Gilson; Fábio Rochemback, Lúcio (Maylson), Carlos Alberto (Adilson) e Douglas; Borges e André Lima. Técnico: Renato Gaúcho 

ORIENTE PETROLERO: Hugo Suárez; Miguel Hoyos, Alejando Camaño, Alejandro Schiapparelli (Melean) e Luis Gutiérrez; Fernando Saucedo, Terrezas (Aguirre), Jhasmani Campos (Jimez), Joselito Vaca e Mauricio Saucedo; Juan Carlos Arce. Técnico: Ariel Cuffaro Russo

 

 

Leia tudo sobre: GrêmioCopa Libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG