Gilberto Silva e André Lima garantiram vitória após cinco jogos em estreia de Julinho Camargo no Olímpico

Jogadores comemoram primeiro gol do Grêmio diante do Coritiba
Wesley Santos/Pressdigital
Jogadores comemoram primeiro gol do Grêmio diante do Coritiba
Foi uma tarde de estreias em casa, consagração de velhos conhecidos e, claro, alívio. Depois de um primeiro tempo assustador, o Grêmio freou a ascensão do Coritiba , venceu por 2 a 0 e estancou a crise que vivia no Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

null

O término do jejum de cinco jogos sem vitória, neste domingo, no Olímpico teve três destaques. Julinho Camargo começou a dar a sua cara ao time. Gilberto Silva, com um lindo gol de cabeça, coroou grande atuação. Porém... Marcelo, com quatro grandes defesas, foi o nome do jogo.

Com a vitória, o time gaúcho somou 11 pontos e livrou distância da zona de rebaixamento. Superou inclusive o Coritiba, com um a menos, na parte intermediária da tabela. No domingo, o Grêmio visita o Figueirense. Um dia antes o Fluminense vai a capital paranaense.

O jogo

Até pareceu que o primeiro tempo fora disputado no Couto Pereira. O momento ruim do Grêmio, aliado à impaciência da torcida, gerou uma atuação assustadora. Sem criatividade, os 57% de posse de bola se revelaram infrutíferos. Pior: os erros em excesso deixaram o ambiente pesado e com vaias.

Um deles foi emblemático. Neuton, aos 29, tentou dominar, a bola bateu na canela direita e se ofereceu para Marcos Aurélio, que correu a metade do campo, sem marcação, e só não marcou pois Marcelo vive grande fase. O goleiro faria ali a primeira de quatro grandes defesas.

Outras duas, em chutes de Leonardo e Léo Gago, mantiveram a igualdade até o intervalo. O Grêmio não tinha força para atacar e acumulava problemas. Foram 27 passes errados, nove cruzamentos sem direção e três finalizações para fora. Só ameaçou em belo chute de Escudero, aos 14 minutos, quando deu pinta que faria boa partida.

No segundo tempo, com a entrada de Bruno Collaço, o Grêmio melhorou. Passou a ter um time equilibrado, atacando pelos dois lados e errando menos. Foi a partir de ataques pela esquerda, principalmente com Escudero, que o rumo da partida mudou.

Num deles, a bola sobrou para Mário. O zagueiro cruzou com precisão e Gilberto Silva praticamente voou para cabecear com força: 1 a 0, aos 17 minutos. O gol deu confiança.

O Grêmio passou a trocar passes, envolver o adversário e diminuiu os riscos que corria. Tanto que Marcelo faria apenas mais uma intervenção. Com o pé direito, defendeu chute de Bill.

Então, em rápido contragolpe, Leandro e Douglas tabelaram e André Lima marcou o primeiro gol em três jogos desde o seu retorno de lesão. Ela não marcava desde 2 de março. Foi o encerramento de uma tarde em que a crise virou passado.

FICHA TÉCNICA – GRÊMIO 2 X 0 CORITIBA

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 10 de julho de 2011, domingo
Horário: 16h
Árbitro: Sandro Meira Ricci
Assistentes: Marrubson Melo Freitas e César Augusto de Oliveira Vaz
Cartões amarelos: Rafael Marques (Grêmio) e Edson Bastos, Emerson, Pereira (Coritiba)
Público: 16.988
Renda: R$ 252.117,00

Gols:

Grêmio: Gilberto Silva, aos 17 minutos, André Lima, aos 25 minutos do segundo tempo.

GRÊMIO: Marcelo; Gabriel, Mário, Rafael Marques e Neuton (Bruno Collaço); Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Leandro, Douglas e Escudero (Willian Magrão); André Lima (Miralles). Técnico: Julinho Camargo.

CORITBA: Édson Bastos; Jonas, Pereira, Emerson e Eltinho; Marcos Paulo, Léo Gago, Tcheco (Bill) e Everton (Anderson Aquino); Marcos Aurélio (Everton Ribeiro) e Leonardo. Técnico: Marcelo Oliveira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.