Saimon e Edcarlos atribuem boa fase à sistema de Celso Roth e ajuda dos atacantes

Um time que sofreu 27 gols em 22 jogos, ou seja, média de 1,2 por partida, passou a viver nova realidade ao testar a 12ª dupla de zaga no Brasileirão. Desde que Saimon e Edcarlos foram fixados como titulares por Celso Roth, a defesa do Grêmio só vazou uma vez em três jogos. E de pênalti.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

O desempenho foi fundamental na recuperação da equipe, que venceu estes duelos e livrou distância da zona de rebaixamento – é a atual 12ª, com 30 pontos . Os zagueiros reconhecem a sua parcela de contribuição, porém, apontam o esquema tático e a ajuda dos atacantes como fundamentais na mudança de paradigma.

“Escudero e Marquinhos fecham os lados. André Lima pressiona a saída de bola. Enfim, a pegada dos atacantes está muito forte. Com isso, a bola já chega quebrada para a zaga. Melhoramos a atenção na bola parada e estamos conseguindo esta boa média”, analisou Edcarlos.

O 4-2-3-1 foi adotado por Celso Roth no Gre-Nal. Antes de atingir este rendimento, o Grêmio ainda perderia para o Corinthians. Depois...

“Melhoramos o conjunto. O time está equilibrado. Ninguém mais fala e questiona a titularidade do Victor, né?”, completou o treinador ao lembrar as críticas recebidas pelo camisa 1 pelos gols sofridos.

O próximo desafio da zaga é, sábado, contra o Vasco, no Rio de Janeiro. Se não vazar...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.