Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio sai na frente, jogal mal e perde do Junior na Libertadores

Time de Renato fez com Borges só que levou virada por 2 a 1 no 1º jogo fora de casa no torneio sul-americano

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Poucas vezes se viu o Grêmio de Renato Gaúcho ser tão dominado por um adversário até mesmo fora de casa. Então, o fracasso em campo, especialmente no primeiro tempo, na madrugada desta sexta-feira, na Colômbia, rendeu ao clube brasileiro a primeira derrota na Libertadores: 2 a 1 para o Junior de Barranquilla.

Mesmo saindo na frente, com gol de Borges, o Grêmio, que pretendia brigar pela melhor campanha do torneio sul-americano, levou a virada e terminou a segunda rodada fora da liderança do Grupo 2. Com três pontos, é o segundo colocado atrás do Junior, que tem seis. A recuperação terá de vir contra o peruano León, dia 3 de março, no Olímpico, time que está em terceiro pelo saldo de gols.

No domingo, porém, as atenções gremistas voltam ao Gauchão. O rival é o Cruzeiro pela semifinal do primeiro turno do Gauchão.

O jogo

Sem Lúcio, que sentiu dores no joelho direito no aquecimento, Renato Gaúcho não precisou escolher entre Adilson e Carlos Alberto, a dúvida mantida desde a preparação em Porto Alegre. Com a dupla em campo, o Grêmio começou a partida com uma postura agressiva. Partiu ao ataque.

A imposição surpreendeu o adversário. Após bela troca de passes, Douglas lançou Borges. O centroavante recebeu, dentro da área, e bateu forte. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar no gol de Rodriguez: 1 a 0 aos quatro minutos.

Com vantagem no placar, o Grêmio mantinha a posse de bola. O problema era que a ausência de Lúcio deixou a equipe lenta, então, aos poucos o time colombiano acertou a marcação, anulou Douglas e tornou Borges e André Lima meros espectadores do primeiro tempo.

Sob comando de Hernández, um meia de 34 anos, o Junior não só equilibrou a partida como passou a comandá-la. O Grêmio recuou perigosamente e vivia dos chutões da defesa. Páez só não marcou pois Victor fez boa defesa e contou com a ajuda da trave. A pressão, que em determinado momento rendeu cinco escanteios seguidos ao time colombiano, deu resultado aos 27 minutos.

Hernández recebeu livre e bateu cruzado. A bola desviou em Fábio Rochemback e venceu Victor. Rodolfo, com precisos desarmes, e Victor, com linda defesa em chute de Viáfara, seguraram o empate até o intervalo. Muito também porque Renato trocou um disperso e faltoso Carlos Alberto, que corria risco de expulsão, por um vibrante Bruno Collaço e equilibrou o meio de campo gremista.

A mudança antes do intervalo melhorou o Grêmio. Bruno Collaço passou a vigiar Hernández e o Junior deixou de ameaçar o gol de Victor. Aos 11 minutos, a arbitragem prejudicou o time brasileiro. Borges foi puxado dentro da área, porém, o juiz Marco Rodríguez não marcou o pênalti.

Mesmo melhor em campo, o Grêmio não conseguia armar as jogadas. Muito porque Douglas não esteve bem e Borges e André Lima pouco se movimentavam. Então, o azar entrou em campo.

Rodolfo, ao perceber que o goleiro Rodriguez estava adiantado, chutou do campo defensivo. A boa viajou, viajou, viajou, quicou na pequena área com o arqueiro batido e subiu. Mas passou por cima do gol. No lance seguinte, após cobrança de escanteio, veio a virada colombiana.

Cortés subiu mais do que Fábio Rochemback, a bola sobrou para Viáfara e este desviou de Victor: 2 a 1 na jogada mais perigosa do Junior e alertada pelo goleiro gremista. O Grêmio até tentou, mas não teve forças para reagir. Volta para casa com a primeira derrota na competição sul-americana.

FICHA TÉCNICA - JUNIOR 2 x 1 GRÊMIO

Local: Estádio Metropolitano, em Barranquilla, na Colômbia
Data: 24 de fevereiro de 2011, quinta-feira
Horário: 23h45min (de Brasília)
Árbitro: Marco Rodríguez (México)
Auxiliares: Marvin Torrentera e José Luis Camargo (México)
Cartões amarelos: Cortés, Braynner (Junior) e Carlos Alberto, Adilson, André Lima (Grêmio)

GOLS: Grêmio: Borges, aos 4 minutos do primeiro tempo.
Junior: Hernández, aos 27 minutos do primeiro tempo. Viáfara, aos 28 minutos do segundo tempo.

JUNIOR: Rodriguez; Gomez, Macías, Anselmo e Fawcettt; Braynner, Viáfara, Hernández e Cortés (Cardenas depois Barajona); Páez (Valência) e Bacca. Técnico: Óscar Héctor Quintabani

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Rodolfo e Gilson (Vinícius Pacheco); Fábio Rochemback, Adilson, Carlos Alberto (Bruno Collaço) e Douglas; Borges e André Lima (Junior Viçosa). Técnico: Renato Gaúcho.

Leia tudo sobre: grêmiocopa libertadores 2011barranquillaborges

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG