Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio reage à primeira goleada com discurso contraditório

Enquanto treinador admitiu superioridade do Vasco, presidente e jogadores reclamaram da arbitragem

iG Porto Alegre |

nullFoi um balde de água fria. A derrota para o Vasco freou a ascensão no Brasileirão e revelou um discurso contraditório no Grêmio . Enquanto o técnico Celso Roth admitiu a superioridade do rival , o presidente Paulo Odone e alguns jogadores preferiram reclamar da arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

O certo é que a recuperação terá de vir contra o Botafogo, quinta-feira, às 20h30min, no Olímpico. Até porque, neste domingo, o time gaúcho pode perder duas posições para Santos e Cruzeiro – é o atual 12º, com 30 pontos .

“Perder de 4 a 0 é horrível e pode ser chamado de um balde de água fria. Agora, o Vaco aqui é daquelas partidas 'perdíveis'. O juiz não nos deu um pênalti, mas pelo menos também não puniu nosso jogador com amarelo. O jogo seria diferente", disse Odone.

O lance reclamado é uma dividida entre Escudero e Dedé enquanto a partida estava 1 a 0 para o time de São Januário. O zagueiro deslocou o meia, porém, o árbitro nada marcou. Vale lembrar que Julio Cesar também cometeu pênalti não assinalado ao puxar a camiseta de Elton.

"Estou aqui há pouco tempo e percebi que tudo no Grêmio é mais difícil. Se fosse outra equipe ele daria", reclamou Julio Cesar.

O zagueiro Edcarlos pregou tranquilidade:

"Se a gente não era o melhor time com três vitórias seguidas, também não somos o pior após esta derrota".

De folga neste domingo, o Grêmio se reapresenta na segunda-feira. O treino começa às 9h.

Leia tudo sobre: grêmiobrasileirão 2011goleada

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG