Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio perde para o Novo Hamburgo na estreia de Carlos Alberto

Derrota tira invencibilidade de 15 jogos e próximo adversário no Gauchão é o Ypiranga

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Não foi um bom domingo para o Grêmio. Além de perder uma invencibilidade de 15 jogos, a derrota de 2 a 0 para o Novo Hamburgo, na última rodada da Taça Piratini do Gauchão, na estreia de Carlos Alberto, revelou deficiências às vésperas de enfrentar o Oriente Petrolero, quinta-feira, na abertura do Grupo 2 da Libertadores.

A começar pelo estreante. Carlos Alberto até se esforçou, mas foi discreto. A dupla de ataque com os centroavantes Borges e André Lima não funcionou e o zagueiro Rafael Marques saiu com suspeita de lesão muscular.

Serão questões a serem trabalhas por Renato Gaúcho. Até porque, no domingo, há um jogo eliminatório. O Ypiranga vem a Porto Alegre no confronto pelas quartas de final do primeiro turno do Estadual.

AE
Borges não conseguiu superar a marcação do Novo Hamburgo

O jogo

Sem Escudero, poupado por causa de dores musculares, o Grêmio estreou apenas Carlos Alberto. A estrutura de meio campo, sem Fábio Rochemback e Douglas, foi mantida com Willian Magrão e o ex-jogador do Vasco.

E foi o estreante da tarde o principal destaque no começo da partida. Logo a dois minutos, ele arriscou de fora da área, porém, sem direção. O meia manteve a posse de bola e conseguiu ditar o ritmo. Até Russo ser deslocado para vigiá-lo de perto.

A criação ficou prejudicar até porque Lúcio estava pouco inspirado. Então, o Novo Hamburgo começou a atacar, especialmente pela direita nas costas de Mário. Por ali, Paulão passou maus bocados com Juba.

Porém, nenhuma das duas equipes conseguia finalizar a gol. Russo o fez e obrigou Victor a boa defesa aos 10 minutos. Três mais tarde, Juba ganhou na corrida de Paulão e cruzou para trás mas ninguém conseguiu completar para o gol.

O primeiro tempo transcorria morno até Carlos Alberto fazer grande jogada. Aos 40, passou por dois rivais, avançou 15 metros e lançou Borges. O centroavante chutou para fora para o desespero de André Lima, livre dentro da área.

“Gostei da minha estreia, mas o que importa é o coletivo. Precisamos ganhar o jogo”, disse Carlos Alberto no intervalo.

Não foi o que aconteceu. Logo a dez minutos, Paulão cometeu pênalti em Fabinho. Cláudio Luiz bateu com perfeição: 1 a 0. Aos 15, Victor falhou em chute de Márcio Hahn. O goleiro rebateu para frente ao invés espalmar para o lado. No rebote, Rodrigo Mendes ampliou.

Os dois gols transformaram a partida. O Novo Hamburgo recuou e o Grêmio passou a tacar. A finalização....

Borges, aos 22, obrigou Eduardo Martini a grande defesa. Clementino perdeu sem goleiro. E André Lima também parou no goleiro adversário. Não foi um bom domingo para o Grêmio.

FICHA TÉCNICA
NOVO HAMBURGO 2 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 13 de fevereiro de 2011, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares: Marcelo Oliveira e Silva e Alduíno Mocelim (RS)
Cartões amarelos: Márcio Hahn, Russo, Evaldo (Novo Hamburgo) e Lúcio (Grêmio)
Cartão vermelho: Evaldo (Novo Hamburgo)
GOLS: Novo Hamburgo: Cláudio Luiz, aos 11 minutos, e Rodrigo Mendes, aos 15 minutos, do segundo tempo.

NOVO HAMBURGO: Eduardo Martini; Bosco, Cláudio Luiz, Lino e Edinho (Fabinho); Márcio Hahn, Eduardinho, Russo e Rodrigo Mendes (Evaldo); Michel e Juba (Kleberson). Técnico: Julinho Camargo.

GRÊMIO: Victor; Mário, Paulão, Rafael Marques (Maylson) e Gilson; Adilson, Willian Magrão (Diego Clementino), Lúcio (Junior Viçosa)e Carlos Alberto; Borges e André Lima. Técnico: Renato Gaúcho.

Leia tudo sobre: grêmiocampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG