Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio, Palmeiras e Flamengo estão otimistas em ter Ronaldinho

Irmão e empresário do jogador do Milan, Roberto de Assis deve anunciar futuro do jogador nesta quarta

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Iniciada em dezembro, a novela sobre o futuro de Ronaldinho Gaúcho em 2011 lembrou as tramas de drama e suspense. A julgar pelas informações desta terça-feira, quase um mês após o começo das negociações, parece virar um novo gênero: comédia.

Isto porque o jogador, liberado pelo Milan, deve definir o seu novo clube nesta quarta-feira. O engraçado é que os dirigentes de Grêmio, Palmeiras e Flamengo anunciaram acertos salarias com o empresário Roberto de Assis Moreira, têm a certeza de terem oferecido a melhor proposta, não temem a concorrência e, por algum motivo, não oficializaram a contratação.

Sem falar que tudo pode ter uma reviravolta e um final surpreendente. Correndo por fora, o Corinthians também acredita ter condições de fechar com o brasileiro, que desde 2001 atua na Europa.

Getty Images
Ronaldinho não deve mais defender o Milan
Tudo parecia ter fim quando o jornal italiano Gazzetta dello Sport publicou, em seu site, o suposto acerto do atleta com o Grêmio. A reportagem revelou até uma possível assinatura de contrato. Não demorou para uma avalanche de manifestações ganhar a imprensa.

Primeiro, o Grêmio. O assessor de futebol José Simões desmentiu o jornal. Disse que tudo seria decidido em reunião com Assis marcada para esta quarta.“Estamos otimistas”, resumiu o cartola.

O técnico Renato Gaúcho até cogitou falar com o atleta, que descansa em Santa Catarina, para resolver o impasse. É possível que o treinador participe do encontro.

O Palmeiras veio na sequência. O diretor de futebol Wlademir Pescarmona revelou ter atendido as exigências feitas por Assis, aguardando o agente em São Paulo para concluir a negociação. O curioso é que, durante todo o processo, os outros dirigentes adotaram cautela nas manifestações.

Falando pelo Flamengo, o vice de finanças Michel Levy manteve a posição de discrição. “Aguardamos o contato de Assis para oficializar a contratação”, disse.

Uma pessoa ligada à direção, porém, disse estar convicta de que o futuro de Ronaldinho será no Corinthians. Esta fonte tem grande amizade com o presidente Andrés Sanchez.
Diante destas informações, o empresário adotou o silêncio. Quando atendeu aos telefonemas do iG alegou estar em reunião e não poder falar. Talvez tenha deixado para esta quarta.

*Colaboraram Danilo Lavieri, Thales Soares e Vicente Seda

Leia tudo sobre: GrêmioPalmeirasFlamengoRonaldinho GaúchoMilan

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG