Apesar de assédio do Santos, dirigente Antônio Vicente Martins confia em acerto com Miralles

A exigência do Panathinaikos fez o Grêmio mudar de postura para contratar Gabriel. Agora, para prorrogar o empréstimo ou comprar os direitos econômicos do lateral-direito, a direção aceita pagar ao clube grego. Nesta sexta-feira, o representante do clube gaúcho, o advogado Marcelo Sander, apresentou proposta em reunião na Grécia – os valores não foram revelados. A resposta é esperada até a próxima segunda-feira.

O vice de futebol, Antônio Vicente Martins, explicou o motivo da alteração de comportamento:

"Era necessário. Os gregos estavam intransigentes. Avançamos bastante. Acreditamos que teremos sucesso".

No começo da semana, quando o atleta viajou à Grécia, a direção gremista esperava que ele conseguisse a liberação sob o argumento de perdoar uma dívida. Antônio Vicente Martins disse ter um acerto com o jogador para assinar contrato pelos próximos três anos. O contrato de empréstimo dele termina em 30 de junho.

O otimismo é o mesmo em relação a Miralles embora dirigentes do Colo Colo afirmem que o acerto com o Santos é iminente. Nesta sexta, dois empresários, ligados ao Grêmio, estiveram em Santiago tratando da negociação.

"A negociação aconteceu durante todo o dia. Vai ter entrevista de um, de outro. Todo mundo joga nesse processo de negociação. Nós estamos bem na negociação, fizemos proposta, e esperamos a resposta", analisou Antônio Vicente Martins.

A tendência é que o assunto seja definido até segunda-feira. No domingo, o Grêmio enfrenta o Corinthians, no Olímpico, na estreia do Brasileirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.