Com gols de Aloísio, Elias e Wellington Nem, time catarinense não perde há oito anos no Olímpico

nullO Grêmio foi surpreendido mais uma vez pelo Figueirense no Olímpico. Nesta quarta-feira, ao perder por 3 a 1, o time gaúcho completou oito anos (ou cinco jogos) sem vencer o time catarinense em Porto Alegre. E o resultado ficou barato, já que o time cararinense foi amplamente superior.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

Foi a segunda derrota seguida da equipe de Celso Roth no Brasileirão, resultado que determinou a queda para a 11ª posição, com 39 pontos, e tornou complicado o sonho de chegar à Libertadores. Dependendo dos resultados da rodada, a diferença em relação ao G5 pode chegar a dez pontos.

O Figueirense, por sua vez, chegou a 41 pontos, em nono lugar. Recebe o América-MG, sábado, às 18h. O Grêmio visita o Santos, domingo, às 16h.

O jogo
Foi duro de assistir à atuação gremista no Olímpico. Com atuação apática, o Grêmio abusou de erros técnicos. Passes, cruzamentos, finalizações... nada era bem executado, especialmente no primeiro tempo. Dá para dizer, inclusive, que o resultado parcial foi barato.

Basta ver as estatísticas. Passes errados: 28 do Grêmio, 16 do Figueirense. Finalizações: 5 contra 7. Dribles: 5 para 7. Desarmes: 10 a 11. E posse de bola: 49% a 51%. Até demorou para o time catarinense, muito bem organizado pelo técnico Jorginho, abrir o placar.

Aos 33 minutos, o Figueirense marcou com Aloísio. Depois de cruzamento da direita, Wellington Nem dividiu com Edcarlos e a bola sobrou para o atacante, que desviou de Victor. Quatro minutos depois, em rápido contragolpe, Elias ampliou. Bateu cruzado e contou com a falha do goleiro. O Grêmio, sem criatividade, só conseguiu ameaçar Wilson com chutes de fora da área. Douglas e Marquinhos até acertaram a traves, porém, foi pouco para descontar.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio ou do Figueirense e ajude o time a subir no ranking

Com Gilberto Silva e Miralles nas vagas de Rafael Marques e Escudero, Celso Roth até tentou mudar o panorama apesar de manter o esquema 4-2-3-1, com apenas André Lima como atacante. Não deu certo. O centroavante só conseguiu finalizar uma vez em 90 minutos.

Coube a Edcarlos descontar, aos 24, de cabeça, após cruzamento de Douglas. Foi o começo de uma pressão que não teve força suficiente para resultar em empate. Isto porque, em outro contragolpe, Wellington Nem fez um golaço que sepultou as chances de o Grêmio empatar. O atacante driblou Gilberto Silva e Victor antes decretar o 3 a 1.

E ficou barato. Wellington Nem ainda perderia duas chances de transformar a vitória em goleada. Foi um péssimo feriado de Nossa Senhora Aparecida para os gremistas...

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 3 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de outubro de 2011, quarta-feira
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Herman Brumel Vani (SP)
Cartões amarelos: Edcarlos (Grêmio) e Ygor, Pablo (Figueirense)

Gols:
Figueirense: Aloísio, aos 33 minutos, e Elias, aos 37 minutos, do primeiro tempo. Wellington Nem, aos 30 minutos, do segundo tempo.
Grêmio: Edcarlos, aos 24 minutos do segundo tempo.

GRÊMIO: Victor; Mário, Edcarlos, Rafael Marques (Gilberto Silva) e Julio Cesar; Fábio Rochemback, Fernando, Marquinhos (Diego Clementino), Douglas e Escudero (Miralles); André Lima,
Técnico: Celso Roth

FIGUEIRENSE: Wilson; Pablo (João Paulo), Edson Silva, Roger Carvalho e Juninho; Ygor, Túlio (Jônatas), Coutinho e Elias; Wellington Nem e Aloisio (Rhayner).
Técnico: Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.