Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio estreará ataque ¿Talismã e Vovô¿ no Gre-Nal

Diego Clementino e Wesley formarão dupla na partida em Rivera, no Uruguai, pelo Gauchão

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Um é conhecido por Talismã e o outro, Vovô. A julgar pelos apelidos, a dupla de ataque do Grêmio no Gre-Nal, domingo, em Rivera, desperta muito mais curiosidade do que esperança na torcida. Porém, o histórico de Diego Clementino e Wesley foi suficiente para Renato Gaúcho escalá-los. E se Renato confia, os gremistas também o fazem.

Clementino, 26 anos, será o jogador mais experiente no clássico dos reservas. Ao começar a partida como titular, espera mostrar ter qualidade para substituir Jonas, negociado com o Valencia. Afinal, o rótulo de Talismã não o agrada tanto assim.

“Estou preparado para agarrar esta oportunidade. Só comecei dois jogos no Grêmio e ficou a marca. Em outras equipes, como o Cruzeiro, tive 29 partidas como titular”, analisou o jogador.

Em 2011, no Gauchão, o atacante entrou no segundo tempo contra o Lajeadense e foi titular diante de Ypiranga e Canoas. Não fez gol. No time titular, Renato sempre preferiu escalar Junior Viçosa. Ao participar de 11 jogos, no Brasileirão do ano passado, marcou cinco gols. Foi quando ganhou o apelido.

Wesley, 20 anos, foi revelado pelo clube em 2008. No Brasileirão Sub-20, fez gol na final contra o Sport e ajudou o Grêmio a levantar a taça. Teve uma séria lesão no joelho esquerdo e fez a recuperação no ano passado no grupo principal. Desde então, Renato pediu a sua continuidade no clube. Tanto que foi inscrito na Libertadores e começará o clássico fazendo a estreia no profissional. Enfim, um ano cheio de surpresas.

“Não esperava. Agora, tenho de aproveitar”, admitiu o jogador.

Wesley se define como um centroavante de área e se compara à André Lima. O apelido surgiu na época das categorias de base, mas ele desconhece a origem. Seria por ter uma personalidade introvertida, algo incomum nos jovens jogadores.

“Não me incomoda. Sou feliz aqui”.

Leia tudo sobre: GrêmioataqueCampeonato Gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG