Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio diz que Globo fechou com 11 clubes para exibir Brasileiro

Clube gaúcho foi o primeiro a assinar contrato com a emissora, ignorando concorrência do Clube dos 13

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

O presidente do Grêmio, Paulo Odone, afirmou nesta quarta-feira que a Rede Globo já acertou com 11 clubes a compra dos direitos de transmissão dessas equipes nos Campeonatos Brasileiros de 2012, 2013 e 2014. O clube gaúcho foi o primeiro a anunciar o acerto com a emissora, ignorando a concorrência do Clube dos 13, vencida pela Rede TV!. A empresa foi a única a apresentar proposta.

Odone classificou o acerto com a Globo como "ótimo", mas não revelou os valores. O contrato assinado nesta quarta-feira inclui venda dos direitos de TV aberta, TV fechada, internet, pay-per-view, telefonia e publicidade estática.

"Tanto que há outros clubes, mais de dez, acertados. Os quatro do Rio de Janeiro e o Corinthians estão nesta situação. Por transparência, eu oficializei”, afirmou.

O iG apurou que os 11 clubes fechados com a Globo são: Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Portuguesa, Cruzeiro, Grêmio e Coritiba. O acerto dos clubes é um duro golpe no C13. No contrato da entidade com a Rede TV! há uma clausula que diz que o acordo só valerá se os 20 filiados assinassem o documento.

“Os jogos do Grêmio serão transmitidos apenas pelo Globo. Se o Internacional, por exemplo, não fechar, não haverá transmissão de Gre-Nal”, exemplificou Odone.

O dirigente não revelou o valor que o Grêmio receberá pelo contrato válido para as edições de 2012, 2013 e 2014 do Brasileirão – até este ano, o clube gaúcho recebia R$ 24 milhões por ano. Disse não temer nenhuma sanção do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que obrigou o C13 a retirar o ágio de 10% ao qual a Globo tinha direito na disputa pelos direitos e que procurou a Record, outra emissora interessada, sem sucesso.

"Marcamos uma reunião, mas o dirigente não veio a Porto Alegre. Estou esperando até hoje", disse o presidente gremista.

Gremista fala em fim do C13

Odone não oficializou, mas indicou a saída do Grêmio do C13. Segundo ele, é preciso  criar uma Liga Nacional de clubes, que decida desde o calendário até os direitos de transmissão das partidas.

“Esperamos que qualquer fim que tenha o Clube dos 13 se defina civilizadamente. Os clubes devem caminhar para a Liga Nacional, algo mais maduro. Acho que os cacos do Clube dos 13 não poderão ser unidos”, afirmou.

O atual número 1 do C13 é Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio. Em entrevista ao iG na quinta-feira, o cartola, que dirigiu o clube por duas vezes, chegou afirmar que Paulo Odone tomou a decisão por "inveja" e vingança política.

“Não há quem seja mais contestado em um clube de futebol do que aquele que ganhou. Todo o dirigente que entra, entra para alcançar o que o outro já conseguiu e mais. Não é por ciúmes. Ciúmes quem tem é mulher. É por inveja do outro, mesmo”, afirmou.“Eu apoiei outro candidato na eleição do clube e ele (Odone) está me dando o troco. Tudo bem!", completou.

Nova divisão entre os clubes

Paulo Odone também revelou a nova divisão na hierarquia dos direitos entre os clubes. São Paulo, Palmeiras e Vasco da Gama, que figuravam no grupo dos que mais recebiam, foram “rebaixados” para um segundo nível. Dessa forma, Corinthians e Flamengo ficarão isolados como os dois times que mais irão faturar. De acordo com o presidente gremista, Flamengo e Corinthians ganharão 18% a mais do que os membros do grupo 2, que por sua vez receberão 18% a mais dos que os da terceira parte.

Confira a divisão dos clubes feita pela Globo, de acordo com Paulo Odone

Grupo 1: Corinthians e Flamengo
Grupo 2: Santos, Vasco e Palmeiras – e São Paulo, se este fechar
Grupo 3: Cruzeiro, Grêmio, Fluminense e Botafogo – e Inter e Atlético-MG, se estes fecharem

Leia tudo sobre: grêmiogloboclube dos 13Campeonato Brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG