Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Grêmio deixa vantagem de lado e prega respeito ao Inter

Lúcio definiu Gre-Nal como "jogo de xadrez" e pediu cautela ao atacar no domingo

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

É comum no Grêmio. Em todo o começo de semana, Renato Gaúcho reúne os jogadores e projeta a próxima partida. Em semana Gre-Nal, então, o papo ganha em importância. Ainda mais quando o clássico vale título.

Na terça-feira, o principal mote da conversa foi a vantagem conquistada pelo Grêmio com a vitória por 3 a 2 no Beira-Rio. O treinador alertou para os riscos de entrar em campo pensando que o trabalho já foi feito:

"Vantagem se administra no final do jogo. Não tem nada ganho".

Os jogadores parecem ter entendido o recado. Ao destacar que os atletas tinham esta consciência antes da conversa com o chefe, o atacante Leandro resumiu qual deve ser o espírito ao entrar em campo, às 16h, domingo, no Olímpico:

"Eles vêm com tudo, e nós também vamos com tudo".

O meia Lúcio definiu a partida como um "jogo de xadrez". Disse que a receita é contra-atacar com inteligência, afinal, o Inter deve jogar ofensivamente – precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com o título.

"Temos de manter os pés no chão, hoje no futebol não se pode contar vantagem. A gente não pode de maneira alguma se esconder porque quando isso acontece o time relaxa na marcação. Temos de ter cautela ao atacar porque o Inter é veloz", analisou o jogador.
Para o zagueiro improvisado como lateral-direito Mário, o exemplo está no ano passado. O Grêmio ganhou por 2 a 0 no Beira-Rio e quase pôs tudo a perder no Olímpico: perdeu por 1 a 0.

"A vantagem é pequena! Temos que respeitar a equipe do Inter", disse Mário.

Leia tudo sobre: grêmiogre-nalcampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG