Tamanho do texto

Times argentino e uruguaio somam 12 títulos de Copa Libertadores e estreiam se enfrentando pelo grupo 8

Doze títulos de Copas Libertadores estarão em campo nesta quinta-feira, quando Independiente e Peñarol se enfrentam na estreia da competição deste ano. No duelo, que acontecerá no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, às 19h15 (de Brasília), as duas equipes esperam iniciar a trajetória para mais uma conquista continental. Enquanto os argentinos, maiores vencedores do torneio, têm sete títulos da competição no currículo, o Peñarol possui cinco troféus.

Campeão da Copa Sul-Americana no ano passado, o Independiente garantiu vaga para a pré-Libertadores e eliminou o Deportivo Quito para chegar ao grupo 8 da competição. Apesar do desejo de voltar a conquistar o principal torneio sul-americano, que não vence desde 1984, os argentinos vão poupar alguns jogadores para o duelo contra o Peñarol, devido ao risco de rebaixamento no Campeonato Argentino.

Priorizando o torneio nacional, o técnico Antonio Mohamed, conhecido como Turco, dará descanso para Carlos Matheu, Lucas Mareque, Roberto Battión, Hernán Fredes e Andrés Silvera, que serão substituídos, respectivamente, por Leonel Galeano, Maximiliano Velázquez, Cristian Pellerano, Leandro Gracián e Patricio Rodríguez. O objetivo do comandante, neste momento, é o clássico contra o River Plate, pelo Campeonato Argentino, no próximo fim de semana.

Pelo lado do Peñarol, o técnico Diego Aguirre afirmou que "ficaria contente" com um empate na Argentina. Modesto, Aguirre mostrou que os tempos áureos da equipe uruguaia já se foram.

"Na Libertadores a chave é o começo, para passar da primeira fase. Mas seria soberba me colocar como candidato (ao título) da Libertadores, não estaria com os pés no chão. Sou sincero", declarou Aguirre.