Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Governo pede que chilenos sejam liberados para verem Copa América

Subsecretário vestiu uma camisa da seleção do Chile e um capacete de segurança para fazer o pedido

EFE |

O Governo chileno pediu aos empresários que permitam que seus empregados encerrem mais cedo a jornada de trabalho para poderem assistir à partida que a seleção do país disputará nesta terça-feira contra o Peru, em Mendonza, pela última rodada do grupo C da Copa América.

"Fazemos uma convocação e apelamos para a boa vontade dos empregadores, para que possam chegar a acordos com os trabalhadores, de tal forma que possam sair dos trabalhos e chegar tranquilos a suas casas para ver a partida, em família ou com amigos", disse aos jornalistas o subsecretário do Trabalho, Bruno Baranda.

O jogo está marcado para as 18h15 (horário local, 19h15 no de Brasília), quando os centros trabalhistas ainda estão abertos, o que tornaria que a população voltasse para casa a tempo de torcer pela equipe comandada pelo argentino Claudio Borghi.

Baranda, que atualmente é ministro interino do Trabalho, porque a titular da pasta, Evelyn Mattehi, teve que viajar para o exterior, se apresentou aos jornalistas vestido com uma camisa da seleção do Chile e um capacete de segurança para, segundo ele, estar de acordo com sua reivindicação.

Leia tudo sobre: copa américa 2011chilefutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG