Tamanho do texto

Técnico lembra que time conseguiu melhores resultados quando joga na casa do adversário

A esta altura do campeonato, literalmente, não dá mais para se fazer prognóstico sobre o palco da final da Copa do Brasil. Em sorteio realizado na sede da CBF , Vasco e Coritiba decidirão o título na capital paranaense. A primeira partida acontece na próxima quarta, em São Januário. O time carioca já demonstrou instabilidade em casa e, ao mesmo tempo, foi tão bem fora, que o técnico Ricardo comentou com indiferença a ordem dos jogos.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"(Eu) não tinha preferência. É difícil prever o que pode acontecer porque depende de uma série de coisas. Às vezes, você não joga bem em casa, porque recebe muita pressão. E lá fora você vai bem e ganha. Tudo muda de um jogo para o outro, há caos de lesão, suspensão, estratégias diferentes entre as partidas. O que quero mesmo é fazer uma primeira partida melhor do que foi contra o Avaí . isso é certo", decretou Ricardo Gomes.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Na edição atual da Copa do Brasil, o Vasco, reconhecidamente, tem feito jogos melhores na casa do adversário do que em São Januário. O time venceu Comercial (6 a 1) , Náutico (3 a 0) e Avaí (2 a 0) fora e empatou com o Atlético-PR (2 a 2) na Arena da Baixada. No Rio, suou para arrancar a classificação diante do Atlético-PR (1 a 1) e somente nos acréscimos, com Diego Souza, de pênalti, evitou a derrota para o Avaí na primeira partida da semifinal .

"Já vimos nesta competição que cada joga é uma história. E já conseguimos a classificação nas duas situações, dentro e fora", reiterou o comandante vascaíno.