Tamanho do texto

Algoz do Internacional no Mundial de Clubes, time da RD do Congo foi supercampeão do continente. Gol do título foi de Kidiaba

Kidiaba se destacou no Mundial de Clubes e agora fez até gol em decisão na África
Kidiaba se destacou no Mundial de Clubes e agora fez até gol em decisão na África
Algoz do Internacional na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, o Mazembe conquistou neste sábado o título da Supercopa da África ao vencer o FUS Rabat, do Marrocos, por 9 a 8 nos pênaltis, após empate por 0 a 0 no tempo normal, em Lubumbashi, na República Democrática do Congo.

O goleiro Kidiaba mais uma vez foi o destaque do time congolês, com importantes defesas ao longo do jogo. Nos pênaltis, ele defendeu uma cobrança e ainda marcou o gol que garantiu o título.

O jogador já havia se destacado no Mundial de Clubes ao parar o ataque do Internacional e comemorar os dois gols de sua equipe no jogo com um dança exótica, baseada em pulos sentados no gramado. Neste sábado, ele voltou a repetir a coreografia. O jeito espalhafatoso fez com que Kidiaba se tornasse um dos ídolos da torcida do Grêmio, arquirival do Internacional.

O time congolês, que ficou com o vice-campeonato em Dubai ao perder por 3 a 0 para a Inter de Milão, conseguiu sua vaga na Supercopa da Àfrica por ter conquistado a Copa dos Campeões. Já o Rabat venceu a Copa das Confederações do continente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.